Queca nova-limense incrementa o lanche de natal

Receita da empresária Sheila Simoni Fagundes torna o banquete de fim de ano ainda mais delicioso. Confira a receita

por Marianna Rios 08/12/2013 09:09

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Leandro Couri / EM / DA PRESS
(foto: Leandro Couri / EM / DA PRESS)
O caderno Degusta dá continuação à série de reportagens sobre o tema Natal com a participação de mais uma amante da cozinha, Sheila Simoni Fagundes, de 63 anos, empresária. Ela também presenteia os leitores com uma receita de família e umc ardápio para servir durante o lanche natalino. Sheila não economiza esforços quando o assunto é agradar ao paladar dos familiares. No Natal em sua casa, até as crianças são contempladas com menu especial.

Sheila revela que sempre gostou de comer bem. “Venho de família numerosa, sete irmãos, avós, tios, primos, e tudo sempre girou em torno da mesa farta”, comenta. A cozinha na sua casa funcionava em tempo integral, pois tudo era feito em casa, ou então vindo da casa de parentes.

A empresária conta que nunca deixou de participar dos preparativos natalinos. Adorava ajudar, porque também adorava e continua gostando de aprender. Sheila é do tipo que coleciona receitas–e não se faz de rogada. É a herdeira oficial de todos os livros de receita da família. Assume que já perdeu a conta dos cursos de gastronomia que fez, de tantos que foram. “Todos deliciosos, maravilhosos. Dadette, Hum ( 15 anos) e agora com o André da Bravo Catering”, enumera, dizendo se encantada com o curso atual.

Participante ativa de um blog de gastronomia, junto das amigas e parceiras de cozinha também vem testando novos chefs. “Todos os sábados e domingos, ou em qualquer comemoração, o almoço é lá em casa”, diz. As três filhas se incumbem de tudo. Uma põe a mesa, que tem de ser linda, outra cuida dos tira- gostos, e a terceira é a responsável pela sobremesa. “Elas também fazem cursos!”, diz, acrescentando que fica com o preparo das saladas e o prato principal. “Sou craque nisso”!, orgulha-se. No Natal, Sheila também é encarregada do lanche natalino, porque são muitos eventos na família, e cada um quer participar e fazer uma delícia que agrade. O marido, ela conta, suspira em cada garfada; os genros, por sua vez, apreciam, dão nota e também cozinham. “Tenho seis netos, que também são contemplados com um cardápio infantil apurado”, revela.

Para Sheila,oque importa é que os irmãos e amigos vão chegando, e ela sempre tem lugar e comida para todos. “É assim, uma delícia a farra! Acho que faço coisas apetitosas, pois todos sempre esperam pelas surpresas do próximo Natal” comenta, sem modéstia. Para os leitores, ela oferece uma receita de queca e explica o porquê. “Procuro sempre pesquisar novidades e busco nas receitas mineiras muitas preciosidades, como esta queca, que tem uma história interessante. É que os ingleses deixaram fortes influências na cidade de Nova Lima. Alguns moradores dizem que a famosa expressão mineira “uai” é uma adaptação da palavra inglesa “why” e teve origem na cidade.

A famosa “queca” nova-limense tem seu nome derivado da palavra inglesa “cake”. Daí a queca ter se tornado um bolo típico da cidade, sendo muito apreciado por todos da região”. É costume das famílias, e na minha não é diferente, presentear os amigos nas festas natalinas com uma queca feita com frutas cristalizadas variadas, nozes, castanhas, passas, cerejas, ameixas e o tradicional conhaque para aromatizar”. A receita remete ao século 19 e foi repassada pelas ‘madames inglesas’. É só preparar!

Queca de Natal (serve 12 porções)

1ª ETAPA: Fazer a calda queimada: dourar 1 xícara de açúcar cristal. Acrescentar 1 xícara de água fervente e mexer bastante para dissolver o açúcar. Deixar apurar um pouco. Você vai precisar de uma xícara de calda dourada. Deixar esfriar e reservar.

2ª ETAPA:
Peneirar os ingredientes secos: ½kg de farinha de trigo; 250g de açúcar refinado; 1 colher de sopa de canela em pó; 1 colher de chá de nóz-moscada ralada; 1colher de chá de sal; 1 colher de chá de bicarbonato. Misturar esses ingredientes peneirados e reservar.

3ª ETAPA: Misturar os ingredientes relacionados com duas colheres de farinha de trigo: 150g de frutas cristalizadas picadinhas; 150g de passas pretas sem caroço; 150g de passas brancas sem caroço; 150g de damascos picadinhos; 150g de ameixas pretas picadinhas; 1 xícara de nozes picadinhas; 1 xícara de castanhas-do-pará picadinhas; 10 cerejas curtidas no licor, picadinhas. Reservar.

4ª ETAPA: fazer um creme batido: 250g de manteiga; 5 gemas; 1 dose de conhaque; 1 xícara de calda queimada fria (que está reservada), 1 xícara de água; 1 colher de chá de baunilha. Reservar.

5ª ETAPA: Misturar os ingredientes secos peneirados no creme. Bata bem, mas, de preferência, não usar batedeira. Acrescentar aos poucos as frutas esfarinhadas reservadas.

6ª ETAPA: Colocar 1 colher de sopa de pó Royal: Bater as 5 claras em neve; Acrescentar as claras na massa, misturando levemente.

7ª ETAPA: Untar as fôrmas: Pode ser do tipo inglês ou a redonda com orifício no centro. Espalhar manteiga, forrar com papel impermeável ou alumínio. Após um período, untar novamente com manteiga. Polvilhar com farinha de trigo, colocar a massa, tendo o cuidado de não encher a forma até a borda (deixar aproximadamente dois dedos).

8ª ETAPA: Levar para assar em forno. Pré aquecer o forno a uma temperatura média por mais ou menos uma hora. Diminuir a temperatura do forno para a queca terminar de assar, cobrindo-a com papel-alumínio e colocando na grade de baixo do forno, em um tabuleiro com água fervente para a queca terminar de assar com umidade. Espetar um palito para verificar se a massa está seca. Observação: este bolo pode ser guardado em saco plástico por, aproximadamente, dois meses. Esta receita rende duas unidades de tamanho médio.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA