Celebridades lamentam morte de Sérgio Mamberti nas redes sociais

Entre os famosos estão Cassio Scapin, Luciano Amaral, Cinthya Rachel, Fredy Allan, Boninho, Tata Werneck, Maitê Proença e Rodrigo Lombardi

Reprodução/Instagram
Sérgio Mamberti com o elenco de Castelo Rá Tim Bum (foto: Reprodução/Instagram)

Amigos, famosos e personalidades brasileiras prestaram homenagem a Sérgio Mamberti, que faleceu na madrugada desta sexta-feira (03/09), aos 82 anos, em decorrência de falência múltipla de órgãos.   

 

O veterano estava internado desde o dia 25 de agosto com uma infecção nos pulmões em um hospital da rede Prevent Senior, em São Paulo
 

Atores que contracenaram com Sérgio na série Castelo Rá Tim Bum, da TV Cultura, como Cássio Scapin, Cinthya RachelLuciano Amaral Fredy Allan, foram alguns dos primeiros a homenagear o artista que deu vida ao personagem Doutor Vitor.   

 

Cássio Scapin, ator. 
 

"Hoje partiu Sergio Mamberti, nosso Tio Vitor! Hoje partiu Sergio Mamberti um homem, um artista que lutou pelo progresso e desenvolvimento da nação brasileira, com as armas que tinha, a cultura e a arte! Fará imensa falta a sua força! Nosso coração doido se despede com muita dor e uma grande salva de palmas! Bravos, meu querido!".

 

Luciano Amaral, ator. 
 

"Perdemos hoje o nosso Dr. Victor. Que triste. Quem não gostaria de ter um avô ou tio avô como você, Sérgio? Todos queríamos. Quanta paciência conosco nas gravações do Castelo, quanta generosidade e aprendizado pra todos nós que tivemos a oportunidade de conviver com você. Seu legado, que vai muito além de Castelo Ratimbum, é brilhante e ficará pra sempre cravado em nossa cultura e arte desse país. Cultura essa pela qual você tanto lutou e amou. Descanse e brinque aí nas estrelas, Dr. Victor. Tenho certeza que vc será muito bem recepcionado pelo Etevaldo, pelo Mau e pelo Porteiro. Ps:. Sempre que ouvirmos um trovão, saberemos que é você nos dando uma bronca, por desejar sempre o nosso bem". 

 

Cinthya Rachel, atriz.  
 

"Querido Sérgio! Sempre tão amoroso, paciente e professor. Um homem de luta, um homem de amor. Que bom que a gente se encontrou nessa vida! Obrigada! Aplausos para o Mamberti! Um abraço carinhoso para a família". 

 

Fredy Allan, ator 
 

"Hoje, meu dia, nosso dia amanhece sem a presença na terra do querido artista e amigo Sergio Mamberti. Não sei o que dizer...Pois tenho tudo a dizer... Sergio sempre foi um artista e ser humano muito generoso comigo. Meu orgulho de ter podido ouvir de perto e conversar com Sergio, vem também de saber de sua importância para nossa cultura Brasileira, do teatro ao cinema, a televisão... Sua luta política. Hoje estou muito triste. Mais triste do que ando... Meu amigo, nos vemos jaja. Aqui não vou parar, não vamos parar de combater o fascismo e a ignorância. Viva Sérgio".  

Boninho, diretor de televisão da TV Globo
 

"Quase dois anos perdendo muitos amigos queridos. Sérgio Mamberti vai deixar saudades de seus longos sorrisos. Meus sentimentos ao Fabrizio e família". 

 

Tata Werneck, atriz e apresentadora. 
 

"Sérgio Mamberti! Bravo! Não o conhecia pessoalmente, mas trabalhei com seus filhos Fabricio Mamberti e Duda Mamberti. Igualmente incríveis e adoráveis. Linda a história de seu pai". 

 

Maitê Proença, atriz 
 

"Voa em paz nosso amado Sergio. Meu afeto pra toda a família".

 

Grace Gianoukas, atriz 
 
"Serginho Mamberti querido!!! Você me ensinou tanto com seu talento, sua experiência e sua vida dedicada à arte, à cultura e ao esclarecimento. Siga em paz meu amor e muito obrigada. Duda, Carlos e Fabrício recebam todo o meu carinho." 
Rodrigo Lombardi, ator
 
“Era admirável a sua força. Sua sabedoria nos encantava à todos. Estar ao seu lado me dava coragem. Sorrimos, pulamos, brigamos e nós amamos muito. Quando você me chamava de canto pra me dizer coisas do tipo: “o que você fez hoje, foi brilhante!” Ou “Você não pode fazer assim!”, me reanimavam nos momentos difíceis de nossa montagem. Nossos jantares, nossas farras… tudo era muito bom com você. A maneira como você ouvia e acatava conselhos dos mais novos era de uma simplicidade ímpar. Vai daí que eu sigo daqui, ainda aprendendo contigo tentando entender as coisas que você me dizia e minha frágil pseudo intelectualidade custava aceitar. Mas as fichas vão caindo homeopaticamente. Obrigado, meu amigo”.
Erro ao renderizar o portlet: 0000 - Main - Vitrine

Erro: