UAI

7 de Setembro: Já teve 'imbrochável', 'bundalelê' e Show das Poderosas

O Dia da Independência do Brasil será celebrado em Brasília com o tradicional desfile cívico. O desfile contará com a presença do presidente Lula

7 de Setembro: já teve 'imbrochável', 'bundalelê' e Show das Poderosas Divulgação/Reprodução/Instagram/X/Montagem
Douglas Lima - Especial para o Uai clock 07/09/2023 08:51
compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp SIGA NO google-news

O Brasil comemora os 201 anos de independência neste 7 de setembro com os tradicionais desfiles cívicos. O desfile em Brasília com início previsto para às 9h desta quinta-feira (07/09), contará com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e terá como slogan Democracia, Soberania e União.

Leia Mais

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) prevê que o evento reúna cerca de 30 mil pessoas. A segurança será reforçada em toda a área da Esplanada dos Ministérios e Praça dos Três Poderes. Lula desfilará no tradicional Rolls-Royce aberto ao lado da primeira-dama Janja da Silva.

 

Manifestantes, políticos e até militares já mostraram muita criatividade e ousadia nos desfiles cívicos de 7 de setembro ao longo dos anos, que ganharam força por aqui com a proclamação da República, em 1889. A partir desse ano, os militares conquistaram proeminência na política nacional e passaram a incentivar festas "cívico-militares".

 

Confira, abaixo, curiosidades que já aconteceram nos desfiles de 7 de setembro:

Bundalelê

Em 2013, o bundalelê de um jovem para um policial em Belo Horizonte foi o estopim de um confronto que terminou com vários detidos. Segundo o tenente-coronel Antônio de Carvalho, da Polícia Militar, em princípio somente o homem que fez bundalelê seria detido, mas outros 11 reagiram com pedras e balões de tinta contra os policiais, por isso, também foram conduzidos à delegacia. No local, houve nova confusão e os agentes usaram balas de borracha para dispersar o grupo.

Show das Poderosas

Neste mesmo ano, o repertório da banda do Exército do Rio de Janeiro incluiu a canção Show das Poderosas, da cantora Anitta na concentração do desfile de 7 de setembro. As fardas não foram empecilhos para alguns militares mais empolgados, que não se intimidaram e quase foram até o chão com os versos do funk.

 

Na época, o assessor de imprensa do Comando Militar do Leste, coronel Roberto Itamar, explicou que a inclusão da canção foi uma maneira de aproximar o público dos militares. Espectadores filmaram a apresentação e publicaram o vídeo no YouTube. Na plataforma de vídeo, a escolha do hit da funkeira causou polêmica.

'Papudamóvel'

Também em 2013, um manifestante apelou ao bom humor na festa da Esplanada dos Ministérios, com um 'papudamóvel', referência ao Complexo Penitenciário da Papuda e ao carro utilizado pelo Papa em eventos. O itinerário: Congresso Nacional - Papuda.

Acidente com militares

Em 2018, Militares do Exército se envolveram em um acidente a caminho do desfile de 7 de setembro em Belo Horizonte. A moto em que eles estavam foi parar debaixo de um caminhão de verduras na avenida Tereza Cristina, no bairro Betânia.

 

Caídos no asfalto, o motociclista e o garupa reclamavam de dores e foram socorridos por moradores da região. De acordo com a Polícia Militar (PM), eles tiveram ferimentos nas pernas e foram levados para um hospital por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

 

'Imbrochável'

Em 2022, o ex-presidente Jair Messias Bolsonaro (PL), discursou na capital federal após o desfile de 7 de Setembro em comemoração ao Bicentenário da Independência do Brasil. Ao lado da ex-primeira-dama, Michelle Bolsonaro, Jair Bolsonaro disse aos homens solteiros que todos deveriam se casar. Logo na sequência, o político beijou a amada e, ao ouvir gritos dos que acompanhavam o discurso, puxou coro de "imbrochável, imbrochável, imbrochável".

compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp