Técnica chamada ombré hair caiu na preferência das mulheres e continua sendo aposta do verão

O toque de luz faz um degradê nos cabelos e permite que a raiz permaneça no tom original. O estilo conquistou a brasileira

por Revista do CB 30/11/2013 10:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Gil Rodrigues/Esp. Aqui e Globo/Alex Carvalho
A atriz Cléo Pires foi uma das famosas que aderiu ao ombré hair. Já Fernanda Machado, adotou o visual para viver Leila em Amor à vida (foto: Gil Rodrigues/Esp. Aqui e Globo/Alex Carvalho)
O verão é tempo de praia, pele bronzeada e, invariavelmente, cabelos mais claros. Mechas, reflexos e tinturas garantem essa luminosidade, mas o toque de luz preferido atualmente é o ombré hair. O nome da técnica, que mistura francês e inglês, pode ser traduzido como cabelo sombreado. Em outras palavras, significa clarear a partir da altura da orelha até as pontas, usando até quatro tons diferentes e mesclados, proporcionando um degradê.

A sutileza do efeito foi o que conquistou a brasileira. Outra vantagem apontada é que a técnica permite que a raiz permaneça no tom original, para quem não gosta da obrigação de retoques frequentes. O cabeleireiro Carlinhos Beauty explica que a divisão das mechas deve ser executada de forma a não deixar marcas, com a costura dos fios usando a cor ou as cores desejadas. O ombré hair também fica bonito em cabelos mais escuros, como o da atriz Cléo Pires. O valor do serviço varia de R$ 200 a R$ 350.

Zuleika de Souza/CB/D.A Press
Para a estudante Jade Macedo, a técnica valorizou o corte de seu cabelo (foto: Zuleika de Souza/CB/D.A Press)
Ombré hair ou mechas californianas?
A diferença entre as duas técnicas é simples: nas californianas, as pontas são clareadas como se houvesse uma linha em determinada altura do cabelo, que separasse a cor natural e a parte mais clara. No caso do ombré, essa divisão é bem mais suave — as mechas se mesclam num efeito degradê. Embora mais difundido agora, o ombré não tirou o lugar das californianas, que surgiram em 2008. “Elas sempre estarão em alta, pois viraram clássicas”, diz Marcela Avi, técnica da L’Oreal de São Paulo.

Cada um no seu tom
Mônica Teixeira, técnica educadora de L’Oreal de Brasília

  • Negras
Opte por loiro acobreado ou vermelho. Evite louros claros para fugir do contraste acentuado com o tom de pele.

  • Morena
Se for pintar por completo, use no máximo um louro escuro. Para as mechas californianas ou tradicionais, opte pelos tons de mel.

  • Loura
Você tem mais liberdade de escolha. Abuse de tons de louro médio, claro e claríssimo. O ideal é usar um tom abaixo da cor natural.


Glossário

  • Luzes
Mechas costuradas com espessura muito fina, podem ser feitas na touca ou no papelote. Com coloração e descoloração.

  • Reflexo
Mechas bem definidas e feitas no papelote, podendo ter até três cores, feitas com coloração e descoloração.

  • Balaiagem
Mechas largas, normalmente feitas no topo da cabeça para dar um efeito. Normalmente, são usados até dois tons. Com coloração e descoloração.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA