Comunidade andina comemora independência do Chile com festa gastronômica

Entre as iguarias chilenas estão as sopaipillas , empanadas, choripanes e antiuchos, além do completo cachorro-quente chileno

por Laura Valente 14/09/2018 08:00
M. D. Cocina/reprodução
Sopaipilla: massa frita com abóbora (foto: M. D. Cocina/reprodução)
Entre os chilenos, “vamos a carretear” é sinônimo de convite para a balada, para o encontro com os amigos regado a música, dança, comes e bebes. É justamente isso que a comunidade andina de BH pretende fazer amanhã (15), das 10h às 20h, na rua da sede da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, no Barro Preto.

Com entrada franca, a segunda edição do evento temático promovido pelos amigos Jaqueline Rosas, Carolina Pizarro e Osvaldo Castro traz como mote a independência do Chile, comemorada em 18 de setembro.

“Pensamos em promover a festa para agregar a pequena comunidade que vive na capital e no interior de Minas – 300 pessoas em BH, 1 mil ao todo –, além de apresentar nossa cultura e nossas raízes. Os atrativos do nosso país vão muito além dos bons vinhos”, diz Jaqueline Rosas.

Apesar de o Chile, com suas famosas vinícolas, atrair turistas brasileiros, os organizadores da festa acreditam que, por aqui, pouco se conhece daquela cultura. Daí o evento temático ser totalmente produzido por cidadãos chilenos (e não por restaurantes), oferecendo pratos e bebidas típicos com preços que variam de R$ 10 a R$ 35.

“Só não conseguiremos reproduzir o cardápio baseado no litoral do Pacífico, pois estamos longe e é um tipo de produto mais delicado, servido fresco. As demais regiões estarão representadas com as comidas e bebidas do cotidiano, feitas em casa, que tocam nossa memória afetiva”, conta Jaqueline.

O diversificado cardápio inclui opções individuais e para compartilhar. Entre as iguarias chilenas estão as sopaipillas (massa frita que leva farinha de trigo e abóbora), empanadas (de carne e vegetariana), choripanes (pão com linguiça) e antiuchos (mix de carnes e vegetais no espetinho, “primo” do brochete), além do completo cachorro-quente chileno. O chacarero, muito popular, é um sanduíche de carne com salada de vagem. Tudo com o tempero andino chamado aliño – conjunto de ervas cujo ingrediente mais forte é o cominho.

Para adoçar, um refresco que também faz as vezes de sobremesa: o mote com huesillos, à base de trigo, com pêssegos e açúcar.

VINHO Por falar em bebes, o vinho será atração de peso, claro. Sobretudo rótulos à base das uvas carménère, merlot, cabernet sauvignon e pinot noir (a partir de R$ 60 a garrafa). Também serão vendidas cervejas (Backer).

Os mineiros poderão conhecer alguns drinques apreciados pelos chilenos: o pisco sour (destilado de uva batido no liquidificador com limão-taiti) e o terremoto, feito com vinho pipeño e sorvete, uma espécie de milkshake alcoólico que promete fazer sucesso neste veranico.
Shows típicos integram a programação, com destaque para a agitada Banda de Bronces San Pedro, de Valparaíso, e para a apresentação de cueca, a dança nacional do Chile.

2ª FESTA CHILENA

Sábado (15), das 10h às 20h. Rua Tenente Brito de Melo, 1.090, Barro Preto. Entrada franca, mas ingressos devem ser retirados no site sympla.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE GASTRONOMIA