Bistrô Di Pasta aposta em pratos artesanais e ingredientes frescos

Chef Angélica Dellaretti levou para o restaurante, inaugurado na rodovia MG-030, a paixão de sua família pela culinária

por Ana Clara Brant 23/02/2018 09:11
Bruno Lavorato/Divulgação
Filé-mignon com massa e queijo. (foto: Bruno Lavorato/Divulgação)

A primeira lembrança que a chef mineira Angélica Vieira Dellaretti tem da cozinha é o avô italiano, Belchior, batendo claras em neve com dois garfos. A mistura se transformava em uma deliciosa sobremesa. “Não tinha batedeira naquela época. Achava aquilo lindo: a clara crescendo, virando suspiro. Nunca me esqueci daquela cena”, conta ela.

Desde então, panelas, colheres, receitas e afins passaram a fazer parte da rotina de Angélica. A paixão pela culinária, pelo visto, está no sangue. Catarina, filha da chef, de apenas 9 anos, vai pelo mesmo caminho. “Além de gostar muito, ela tem habilidade, mesmo sendo criança. Vai se sair muito bem nesse ambiente”, prevê a mãe-coruja.

Angélica e a família sempre gostaram de receber em casa. No começo do ano, ela decidiu estender essa recepção e abriu o Bistrô Di Pasta. O restaurante fica na rodovia MG-030, em Nova Lima, ao lado da entrada para o condomínio Ouro Velho Mansões.


“Tomei coragem e decidi investir no ramo, apesar de a situação do país estar complicada. Nunca tive restaurante, mas queria compartilhar com outras pessoas um pouco dos meus conhecimentos, a tradição da minha família”, explica.

Praticamente tudo que está no prato é artesanal. Sobretudo, massas e molhos. Boa parte dos temperos e dos ingredientes vem da horta da casa de Angélica. A proposta é servir tudo bem fresco. Apesar de a principal referência ser italiana, o cardápio é variado, com toques de brasilidade. Além de massas, há carnes, peixes e frutos do mar.

“O magret de pato (R$ 68), prato típico francês, vem acompanhado de nhoque recheado de batata-baroa e confit de laranjas. É uma releitura com uma pitada de Brasil”, diz Angélica Dellaretti.

Outro destaque da casa é o camarão salteado no gengibre, acompanhado de tagliatelle de cacau com toques de capim-santo, leite de coco e pimenta-biquinho (R$ 55). As carnes são outra pedida. O filé do chef – flambado, acompanhado de reginette, massa grano duro de cacau com molho especial de base branca e toques de pimenta-do-reino – custa R$ 45.

Angélica sugere o nhoque recheado de queijo minas artesanal. As pequenas massas são mergulhadas em molho de gorgonzola e regadas com azeite trufado. Já o rondelli de cenoura (R$ 35) tem massa de cenoura recheada com queijo pecorino e castanha-de-caju em molho três queijos com toques de limão-siciliano.

FAMÍLIA
Nos fins de semana, o bistrô oferece pratos para a família, que atendem até três pessoas e custam R$ 75. Entre as opções (todas acompanhadas de arroz) estão o spettacolare (costela de porco assada servida com legumes), o italianíssimo (filé à parmegiana à moda da casa com purê de batatas) e o crocante (filé de peixe com mix de especiarias, purê de batatas ou batata frita e salada caprese).

“No fim de semana, as pessoas costumam sair com os filhos, os parentes. É a nossa sugestão, já que os nossos pratos são individuais”, explica Angélica Dellaretti.

A carta de bebidas oferece vinhos (de R$ 55 a R$ 140), além de cervejas long neck (R$ 7) e artesanais (a da casa custa R$ 19). Para fechar com chave de ouro, não faltam sobremesas como o tradicional tiramisù (R$ 17) e o strudel di mele, servido com sorvete de creme (R$ 15).

 

BISTRÔ DI PASTA
Rodovia MG-030, 1.630, Nova Lima. Ao lado da entrada para o condomínio Ouro Velho Mansões. (31) 3581-7636. Aberto de quarta a sexta-feira, das 19h às 23h; sábado, das 11h30 à meia-noite; e domingo, das 11h30 às 16h30.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA