Para liberar os cachos, é preciso hidratá-los; veja dicas

Eles estão de volta nas novelas, passarelas e nas ruas. Entenda o seu tipo de cacho e aprenda como cuidar deles

por Juliana Contaifer 06/09/2014 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Monique Renne/CB/D.A Press
Nas passarelas ou no backstage, os cacheados foram unânimes (foto: Monique Renne/CB/D.A Press)
Os cachos estão de volta. Eles estão nas novelas, nas passarelas, nos sites de streetstyle, nos shoppings e nas ruas. Das ondas de Gisele Bündchen aos cachinhos da atriz Taís Araújo, a cada dia, mais mulheres abandonam os alisamentos e as chapinhas para assumir a cabeleira.

Conhecidos pela rebeldia, os especialistas são unânimes: para manter os cachos disciplinados, a palavra de ordem é hidratação. “Quanto mais cacheado é o cabelo, mais dificuldade ele tem em nascer e, por isso, precisa de mais nutrientes e hidratação. Os nutrientes dão peso aos cachos, que ficam definidos e sem frizz”, explica o professor do Instituto L’Oreal Professionel Evelásio de Souza. Os produtos indicados para cabelos cacheados costumam ter nutrientes específicos para manter os fios fortes e bonitos.

Segundo o cabeleireiro e consultor de O Boticário Viktor I, os cachos têm emoliência por conta de quebras de queratina e, por isso, devem ser hidratados com frequência. “Eu aconselho usar máscaras de tratamento a cada lavagem, que não precisa ser diária. A dica é usar a máscara entre o xampu e o condicionador, já que o primeiro abre as escamas do fio e o condicionador fecha.” Depois do banho, o leave in ajuda a manter os cachos disciplinados e pode ser usado até no cabelo molhado.

Para mantê-lo sem frizz e bem comportado ao longo do dia, o difusor é desaconselhado — escolha um ativador de cachos. “Uma dica é passar o produto mecha por mecha e usar uma folha de papel toalha para apertar cada uma delas. O papel tira a umidade dos fios e deixa os cachos definidos e sem frizz. Não precisa usar muito papel: seis folhas costumam ser suficientes para o cabelo todo”, conta Evelásio de Souza.

Abandone os lisos
A transição entre os fios lisos para os cacheados costuma ser bastante complicada. Com metade dos fios lisos e a raiz crespa, é comum que as mulheres fiquem reféns da escova e da chapinha até o cabelo atingir tamanho suficiente para ser cortado. “Uma boa dica é fazer pequenos coquinhos no cabelo para que o comprimento também fique ondulado. E esse cabelo precisa de muita hidratação. Digo que temos que beber dois litros de água por dia, e o cabelo também precisa. Em dias secos, como no clima de Brasília, a necessidade é ainda maior”, aconselha Viktor I, consultor de O Boticário.

Os tipos de cacheado
O cabeleireiro Andre Walker, conhecido internacionalmente por ser responsável pelas madeixas da apresentadora Oprah Winfrey e por ter ganhado sete vezes o Emmy por seu trabalho, criou um sistema que divide os cabelos cacheados em categorias. Uma vez que a cabeleira é classificada, fica mais fácil encontrar tratamentos e produtos específicos para o seu fio. A tabela de Andre vai do cacho tipo dois (ondulado) ao quatro (bastante crespo e com os cachos apertados), e cada tipo é dividido em três sub-categorias.

O professor Evelásio de Souza conta que outra classificação, mais simples, divide os cabelos em três. “Os cachos ondulados têm pouco volume na raiz e pontas indefinidas, é aquele que fica armado. O formato molinha é enrolado desde a raiz e tem muito volume. Finalmente, há os cachos soltos em formato de “s” — são fios muito finos e de pouca densidade.”

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA