Caso Sikêra Jr: apresentador perde anunciantes e Rede TV! perde dinheiro

Apresentador chamou LGBT's de 'raça desgraçada' durante seu programa na emissora, o Alerta Nacional

Reprodução/Rede TV!
Sikêra Jr. (foto: Reprodução/Rede TV!)
 

Após fala polêmica e problemática durante o programa Alerta Nacional, da Rede TV!, Sikêra Jr. está fazendo a emissora sofrer as consequências. O canal tem perdido anunciantes após o jornalista se referir aos LGBT's como "raça desgraçada". Toda a revolta do apresentador se deu por conta da campanha realizada pelo Burger King, em prol do Dia do orgulho LGBTQIA+.

 

A construtora MRV, que pertence a Rubens Menin, dono da CNN Brasil, costumava anunciar empreendimentos no programa de Sikêra. Após a polêmica, a empresa comunicou que está retirando seus anúncios do programa da Rede TV!:

 

"A MRV acredita na diversidade e não compactua com qualquer forma de preconceito. O programa Alerta Amazônia/Nacional já não faz mais parte dos nossos planos de mídia", disse a empresa em nota.

 

Quem também retirou dinheiro investido no telejornal foi a empresa de telefonia TIM. O acordo com a emissora foi desfeito na última semana. "Desde a semana passada, realizamos a suspensão da veiculação, que é automática pela plataforma de anúncio, nesse canal. Reforçamos que a Tim mão está ligada a movimentos, nem compactua com disseminação de notícias falsas e discursos de ódio", pontuou a empresa.

 

Outra empresa que também retirou investimentos do Alerta Nacional foi a HapVida, do ramo de planos de saúde. Em nota à imprensa, foi afirmado que a HapVida "não apoia forma alguma de preconceito, seja social, de credo, raça, gênero ou orientação sexual".

 

Processo Judicial 

A Aliança Nacional LGBTQIA+  afirmou que vai entrar em contato com todos os patrocinadores do programa Alerta Nacional, da RedeTV!,para garantir que o telejornal não vire palco para "difamação e pânico moral". Vale lembrar que Sikêra Jr. é reincidente quando o assunto é ataques a LGBT's. O jornalista foi absolvido em uma ação movida pela atriz e modelo Viviany Beleboni, por ter usado a imagem da artista, que é trans, de forma inapropriada. 

Erro ao renderizar o portlet: 0000 - Main - Vitrine

Erro: 

MAIS SOBRE SERIES-E-TV