Ele é debochado: Machine Gun Kelly provoca Corey Taylor, do Slipknot

Cantor provoca banda inteira no palco do Riot Fest e Corey mostra prints de conversas entre os dois

Reprodução/Twitter/Divulgação/Montagem
Machine Gun Kelly e Corey Taylor (foto: Reprodução/Twitter/Divulgação/Montagem)
 

Machine Gun Kelly se envolveu em mais uma confusão. Após a briga com Conor McGregor do lado de fora do VMA's, o cantor alfinetou, ao que tudo indica, os mascarados da banda Slipknot. Machine soltou a provocação enquanto participava festival Riot Fest, que foi organizado em Chicago, nos Estados Unidos.

"Ei, querem saber de algo que eu fico feliz por não estar fazendo? Ter 50 anos e usar a p**** de uma máscara estranha na p**** de um palco. Que m****. Bom, então, qual é o doce favorito de vocês?", disse Kelly. A curiosidade é que a banda se apresentou no mesmo festival, em outro palco. A fala foi gravada por uma fã, confira:

As provocações seguiram: "Deixe-me vez quem escolheu estar aqui em vez de [assistir a] todos os caras estranhos com máscaras", disparou Machine Gun Kelly. Muitos dizem que a provocação de Kelly tenha sido uma resposta ao que disse Corey Taylor, vocalista do Slipknot, durante uma entrevista a um podcast no início do ano. Na ocasião, Taylor teria dito que alguns 'novos artsitas' o decepcionam, ao tentarem chamar de 'novo' algo que já é feito há muito tempo na música. MGK teria tomado para si e isso pode ser um dos motivos de sua raiva.

 

Só trabalho com prints, meu amor 

Após as provocações de Gun Kelly, Corey Taylor, em nome do Slipknot, se pronunciou sobre o assunto da maneira mais satisfatória para os fofoqueiros de plantão: com prints. O músico divulgou conversas que teve com Kelly e Travis Barker, baterista do Blink-182, que trabalhou no disco de MGK.

 

Os três acertavam uma participação de Corey no álbum, que acabou não indo para a frente. Segundo Machine, as gravações de Taylor não ficaram boas e isso chateou o mascarado. Mas, de acordo com o que divulgou o frontman do Slipknot, a coisa foi bem diferente. 

 

"Bom, o namorado da Megan fox fez um Tweet hoje falando que o Corey gravou algo pro álbum e ficou ruim, então o rapaz não usou. Por isso, Corey estaria "chateado". Eis que Corey aparece com prints dos emails que trocou com o rapaz ou a equipe dele que dizem", escreveu o perfil oficial do Knotfest Brasil.

 

No primeiro print, Corey divulgou o que teria siado uma conversa de Travis com MGK, que o baterista do blink-182 mostrou ao vocalista do Slipknot. No diálogo, Kelly parecia bem satisfeito com o primeiro contato musical entre ele e Taylor. O segundo mostra, de forma educada, a recusa de Corey para a colaboração no álbum. Segundo o próprio cantor, ele disse 'não' a MGK por não gostar quando as pessoas "tentam escrever" por ele. "Espero que vocês achem alguém que seja uma boa escolha", disse Corey em um trecho da mensagem.  

 

Irritado com a proporção da treta, o vocalista da banda de metal disse que só falaria sobre o assunto desta vez: "Eu não gosto de pessoas falando merdas como uma criança. Então, isso é tudo que direi: eu não fiz a faixa porque não gosto quando as pessoas tentam 'escrever' para mim. Eu disse NÃO para ELES. Então, sem mais delongas…. Isso é tudo que vou dizer sobre isso", finalizou.

Erro ao renderizar o portlet: 0000 - Main - Vitrine

Erro: 

MAIS SOBRE MUSICA