João Carlos Martins rege Orquestra de Câmara Sesiminas hoje, em BH

O pianista e maestro fala de sua meta inspirada em Villa-Lobos: 'fechar o Brasil em forma de coração' por meio da música

por Ana Clara Brant 17/05/2017 07:45
Fernando Mucci/Divulgação
Além de regente, João Carlos Martins também estará ao piano no concerto (foto: Fernando Mucci/Divulgação)
O maestro e pianista João Carlos Martins, que já se apresentou com as principais orquestras do mundo, rege hoje pela primeira vez a Orquestra de Câmara Sesiminas, fundada há quase 30 anos pelo ex-presidente da Fiemg Nansen Araújo. “Eu me dou muito bem com as orquestras e os artistas eruditos mineiros. Eles são muito talentosos e sempre me acolheram bem quando estive na região”, comenta o maestro. O concerto inédito, que faz parte da série Sempre às Quartas, integra as comemorações dos 70 anos do Sesi-MG.

O repertório percorre autores clássicos como Bach, Mozart e Villa-Lobos e também populares como Tom Jobim, Adoniran Barbosa e o italiano Ennio Morricone, autor de trilhas de filmes como A missão (1986) e Cinema Paradiso (1990). “Sempre pensamos o repertório com grandes nomes da música clássica, mas procuramos também incluir ao final dos concertos alguma música mais conhecida do público, para aproximar mesmo. Isso tudo faz parte do meu projeto de democratizar a música clássica”, pontua o regente.

Mesclar o erudito com o popular não é novidade para o artista de 76 anos, que já chegou a se apresentar ao lado de um DJ e ainda foi enredo da escola de samba Vai-Vai, que venceu o carnaval paulistano em 2011. Em agosto, chega aos cinemas sua cinebiografia, João, estrelada pelo ator Alexandre Nero e com direção de Mauro Lima (Meu nome não é Johnny, Tim Maia). “Acompanhei as filmagens e gostei bastante do Alexandre. Ele é muito talentoso. Aliás, o trabalho de todos está muito benfeito. Realmente está um trabalho lindo”, diz.

CORAÇÃO
Um dos idealizadores da Fundação Bachiana – entidade sem fins lucrativos que tem como finalidade apoiar, incentivar, assistir e promover o desenvolvimento de atividades de excelência e referência na formação musical e cultural, especialmente nas artes clássicas e educação musical – o maestro e pianista revela que continua profundamente empenhado em realizar o sonho de Villa-Lobos de “fechar o Brasil em forma de coração”, democratizando a música, principalmente em escolas da periferia de cidades brasileiras.

“É o que quero continuar fazendo. Quando olho para trás e revejo minha trajetória, acho até difícil dizer o que mais me orgulha. Já entrei no palco mais de 5 mil vezes na minha vida, desde o principal teatro do mundo até a periferia mais carente do nosso país. Mas eu gosto também de dividir com as pessoas a minha história pessoal e profissional. Uma grande lição é que, quando uma pessoa nasce com um dom, ela tem que alcançar seu destino. Ela pode ter desafios, pode correr desses desafios, mas ela luta para manter aquela trajetória”, ressalta.

Programa

» W. A. Mozart: Eine kleine nachtmusik (Mov. 1)
» J. S. Bach: Aria 4ª corda
» H. Villa-Lobos: Prelúdio da Bachiana nº 4
» C. Guerra-Peixe: Mourão

Maestro João Carlos Martins ao Piano:
» W. A. Mozart: Concerto para piano nº 21 (Mov. 2)
» Tom Jobim e Vinicius de Moraes: Insensatez
» Baden Powell e Vinicius de Moraes: Samba em prelúdio
» E. Morricone: A missão e Cine Paradiso
» A. Piazzola: Libertango
» Adoniran Barbosa: Trem das onze

Exemplo de superação Nascido em São Paulo em 25 de junho de 1940, João Carlos Martins iniciou seus estudos de piano aos 8 anos de idade. Aos 13, começou a se apresentar pelo Brasil e aos 18 estreou internacionalmente. Já consagrado e após décadas de carreira, aposentou-se como pianista em 2002, devido a problemas físicos (perdeu parcialmente os movimentos das mãos). Em 2004, começou a estudar regência e se tornou maestro.

Orquestra de Câmara SESIMINAS recebe maestro João Carlos Martins
Hoje (17/05), às 20h, no Teatro Sesiminas (Rua Padre Marinho, 60, Santa Efigênia). (31) 3241-7181. Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia), à venda na bilheteria do Teatro Sesiminas e pelo site www.tudus.com.br.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA