Belo Horizonte ganha novo restaurante indiano, o Namastê

Casa fica instalada no Bairro Prado

por Eduardo Tristão Girão 20/04/2012 07:00
Pedro David /Esp. EM/D. A Press
Rukamini Keintura e Ramchandra Kharel comandam a nova casa da cidade (foto: Pedro David /Esp. EM/D. A Press)
Inaugurado no fim de 2009, o restaurante indiano do chef Bhagwan (que batizou a casa com seu nome), iniciou num bairro fora dos circuitos tradicionais (Sagrada Família) trajetória bem sucedida, apoiada em cardápio típico, bons preços e informalidade. Passar pela porta é quase sempre certeza de ver gente em pé esperando mesa. O recém-inaugurado Namastê, no Prado, tem tudo para repetir o feito ao apostar na mesma fórmula. Inclusive pelo fato de não serem tão concorrentes: Rukamini Keintura e Ramchandra Kharel, proprietários da nova casa, são, respectivamente, filha e genro de Bhagwan. Leia mais no blog do Girão
Os que conhecem o restaurante do patriarca identificarão várias semelhanças em relação ao novo. A começar pelo ambiente: piso de taco, paredes vermelhas, detalhes amarelos, mesas sem toalha e decoração simples. São 110 lugares – quase o dobro da outra casa. A trilha sonora (meio Bollywood em alguns momentos) é idêntica e o cardápio, parecido.
São cerca de 10 receitas extras, executadas por Ramchandra, que se formou em gastronomia na Índia e, durante quase dois anos, cozinhou ao lado de Bhagwan no Sagrada Família. Aos 29 anos, tem no currículo trabalhos em cozinhas indianas no país natal, nos Emirados Árabes Unidos, na Tailândia e, curiosamente, em Governador Valadares, na região do Vale do Rio Doce.
Sem a companhia de conterrâneos no interior mineiro, onde chegou em 2008, Ramchandra conheceu Bhagwan dois anos depois. Em poucos meses, veio para a capital mineira e assumiu com o futuro genro a cozinha do Bhagwan. Rukamini havia chegado recentemente à cidade para ajudar o pai no atendimento e administração do restaurante.
Hoje, com as duas casas funcionando, boa parte da família foi mobilizada. O primo de Ramchandra, Radj acabou de chegar para ficar no salão do Namastê e o irmão Krishna virá para dividir a cozinha com ele. Para o Bhagwan vieram a mulher do proprietário, Umadevi (que passou para a cozinha), e outro filho, Ajay, que atenderá a freguesia. “Mais primos estão vindo para cá”, diz Rukamini.
Mão na massa Como no restaurante do sogro, Ramchandra construiu ele mesmo seu próprio forno tandoor, no qual carne e pães são assados sobre brasas. Entre as exclusividades da casa, estão o pão naan salpicado com queijo (R$ 6). Assim como os demais pães da casa (kulcha, roti e chapati), é assado na hora e leva água, farinha de trigo sem fermento, óleo, ovo, açúcar e sal. Há opção de pão sem ovo na massa.
Vários pedidos chegam à mesa com chutneys feitos no local (mamão; tamarinho; e coentro com hortelã). Também é de produção própria o paneer, queijo indiano feito basicamente com leite e limão, utilizado em pratos como o palak paneer: em cubos, ao molho de espinafre e especiarias (R$ 22,90), outra receita disponível apenas lá.
Entre os pratos desenvolvidos especialmente para a nova casa estão o frango kolhapuri (cubos envolvidos em molho picante de pimentão e batata; R$ 30), o cordeiro masala (cubos ao molho de tomate e especiarias; R$ 40) e o camarão korma (ao molho de castanha de caju e especiarias; R$ 42,90). Para os vegetarianos, uma das novidades é o aloo mutter (R$ 23,90), que consiste em batatas e ervilhas em condimentado molho de tomate. Pedidos com acompanhamentos, servem duas pessoas.
O ras malai (R$ 8,90) é a única sobremesa nova: bolinhas de paneer trabalhadas manualmente (como massa de pão) e servidas em calda com cúrcuma, cardamomo e pistache. O cardápio lista 17 vinhos da importadora Zahil (entre R$ 49,90 e R$ 95,90, garrafa). Cervejas long neck custam entre R$ 3,50 e R$ 4,50 (cada). Lassis (bebida de iogurte caseiro batido com frutas) saem por R$ 6 ou R$ 7, dependendo da fruta.
 
Namastê
Avenida Francisco Sá, 355, Prado, 
(31) 3567-5200 e 9279-9999. Aberto de segunda a quinta, das 12h às 16h30 e das 19h à 0h; sexta e sábado, das 12h às 17h e das 19h à 1h; domingo, 
das 12h às 22h. 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA