Dia de São Patrício ganha duas festas em Belo Horizonte

por Thaís Pacheco 18/03/2011 07:00
Adriana Máximo/Divulgação
A banda The Celtas toca músicas irlandesas, originárias do folclore do século 18 (foto: Adriana Máximo/Divulgação)

Pelo terceiro ano consecutivo, a comunidade belo-horizontina de rugby (o esporte) fecha uma rua da cidade para comemorar o Dia de São Patrício, padroeiro da Irlanda. Feita inicialmente no Frei Tuck, bar especializado em cervejas artesanais, a festa foi parar na rua em 2009, frequentada mais especificamente por jogadores de rugby e seus simpatizantes e por apreciadores de cervejas artesanais e seus amigos.

O boca a boca funcionou e as 3 mil pessoas que compareceram em 2009 levaram o dobro de convidados no ano seguinte. “Foram quase 6 mil pessoas, a rua não comportou e a gente se surpreendeu”, lembra Alessandro Travassos, presidente do Clube de Rugby de BH, entidade que organiza o evento.

Este ano, esperando ainda mais gente, a festa se dividiu em duas. O Frei Tuck continua com sua rua e cervejaria abertos. O pessoal do BH Rugby mudou de lugar. Vai para a Avenida Getúlio Vargas, entre as ruas Paraíba e Rio Grande do Norte, também na Savassi.

A festa ficou grande mesmo. Mobilizou Prefeitura, BHTrans, PM e bombeiros e, este ano, inova com bandas ao vivo. Para alimentar o ânimo das 7 mil pessoas esperadas, sete bandas e seis DJs se preparam para tocar. Para as 12 horas de festa, prometem-se 10 mil litros de chope.

Não é preciso se assustar com os números. Se o embalo deste ano seguir a tendência dos anteriores, a festa será pacífica, organizada e cheia de gente bonita. Pelo menos foi o que se viu nas edições anteriores.

Tem a turminha da pegação, a galera do rugby, os admiradores de cerveja e os curiosos de plantão. O que há em comum entre todos eles é a roupa. Verde é obrigatório no Dia de São Patrício. É a cor da Irlanda, do santo e seu símbolo, o trevo de três folhas. Quem não vai de verde, reza a tradição, tem de tomar uma beliscada. E toma mesmo. Ninguém sabe a razão, mas atribui-se o fato à tradição. As crianças irlandesas recebem beliscões como castigo por não se vestirem de verde no Saint Patrick’s Day.

Irlandês infiltrado
Karl Mooney nasceu e viveu na Irlanda. Casou-se com uma brasileira e acabou vindo parar em BH, onde mora há 10 anos. Com sotaque fortíssimo, um dos pouquíssimos irlandeses de verdade no evento, ele fala sobre a legitimidade da festa com humor: “É uma festa irlandesa do Paraguai”, conta, rindo. Mas logo apazigua: “O que falta de autenticidade é inversamente proporcional ao que está no coração dos mineiros. O entusiasmo deles pela cultura irlandesa é incrível”, garante Karl.

Perguntado se também faz parte do pessoal do rugby, defende as origens: “O rugby não é irlandês. É um jogo inglês. Nós, celtas, temos nossos próprios esportes”. Mas isso também não incomoda Karl. “Tem uma certa confusão, mas o espírito do evento é bem celta”, conclui. Para provar, o irlandês vai levar sua própria banda para tocar no Saint Patrick’s Day, a The Celtas. No roteiro, o que ele chama de drinking music (música para beber). Todas as faixas são genuinamente irlandesas, mais especificamente originárias do folclore celta, do século 18. Entre elas, Raggle Taggle Gypsy, uma música de 300 anos de idade. Mas Karl, que é vocalista do grupo, garante que todas as canções recebem uma nova versão com uma pitada de rock.

As origens
O Frei Tuck, primeiro lugar a organizar a festa, continua a fazer o evento, mais tradicional e mais calmo. “Acho que vai ser bom assim, porque o povo mais animado pode ir para a Getúlio Vargas. Não cabe todo mundo no Frei Tuck nem na Rua Andaluzita”, aposta o proprietário do bar, Luis Flávio. “Aqui teremos mais o perfil de quem frequenta a casa: pessoal mais tranquilo, cervejeiro, que gosta de rock”, conclui. Ele garante que a Rua Andaluzita vai receber barraquinhas com comida típica, rock e chope verde.

St. Patrick’s day
Festa do BH Rugby
Amanhã, das 10h às 22h, na Avenida Getúlio Vargas, entre as ruas Paraíba e Rio Grande do
Norte, Savassi. Entrada franca. Informações: www.stpatricksday.com.br.

Festa do Frei Tuck 
Amanhã, das 11h às 18h, no Frei Tuck, Avenida do Contorno, 5.757. Entrada franca para
quem ficar na rua. Quem quiser entrar na cervejaria deve pagar R$ 110, dos quais R$ 60 são de consumação, com direito a uma camisa verde. Informações: (31) 3285-3694.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA