Cervejas conquistam cada vez mais espaço em BH

Cidade ganhou várias casas do ramo este ano

por Eduardo Tristão Girão 11/12/2009 07:00
Pedro David/Esp.EM/D.A Press
A Krug Bier está de casa nova, no Bairro São Pedro (foto: Pedro David/Esp.EM/D.A Press)

A atual temporada tem se mostrado das mais agitadas dos últimos anos no cenário da cerveja em Belo Horizonte. Houve lançamentos de livros importantes (como a Larousse da cerveja, cujo autor, Ronaldo Morado, é mineiro); participação de cervejeiros do estado em concursos nacionais, eventos de peso (com convidados ilustres, como o jornalista austríaco Conrad Seidl e o designer de rótulos norte-americano Randy Mosher); lançamento de produtos; e, é claro, inauguração de casas do ramo. A propósito, recentemente foram três: Krug Bier e Artesamalt, no São Pedro, e Bar do Antônio (controlado pela Backer), no Mercado Central.

Uma das pioneiras na fabricação de cerveja especial na capital mineira, a Krug Bier iniciou suas atividades em 1997, concentrando produção e atendimento num imóvel enorme, no Belvedere. Este ano, a mudança para a Rua Major Lopes veio a calhar, como explica um dos sócios, Theo Dimitriou: “Já queríamos vir para o eixo Anchieta-Lourdes há uns dois, três anos. As pessoas pensavam duas vezes antes de ir para o Belvedere. Achavam longe”. Com a Lei seca, a situação se agravou, conta. Além disso, ele acredita que o imóvel se tornou “grande demais para os padrões atuais”.

“Queríamos dar vida própria aos dois negócios: fábrica e choperia. No Belvedere, a fábrica não teria condições de crescer, nem de engarrafar cerveja. Por isso a levamos de lá para o jardim Canadá”, diz ele. De toda forma, na hora de criar a ambientação, houve preocupação em recriar o clima fabril de antes colocando grandes tanques de fermentação próximos ao teto e os barris de chope à vista do freguês, em ambiente envidraçado. O amplo salão tem piso de cimento, mesas de madeira e é decorado com fotos antigas cujo tema é cerveja. Contando com varanda e mezanino, a casa comporta 290 pessoas.

Das chopeiras saem o Krug Cristal (pilsen, R$ 4), Krug Bier (pilsen não filtrado, R$ 4), Amber (com adição de malte torrado, R$ 4) e golden ale (R$ 4,50) – a única cerveja de garrafa disponível é a Áustria de trigo (R$ 9, 600ml). O cardápio é extenso e lista pedidas como joelho de porco (R$ 32), carne de sereno com mandioca (R$ 26) e camarões empanados com coco e molho picante de manga (R$ 33). Há também sanduíches, carnes, pizzas e saladas. Souvenirs estão à venda.

Pedro David/Esp. EM
Buquê de folhas com muçarela de búfala e chope claro da Artesamalt (foto: Pedro David/Esp. EM)
TIRADAS

Bem próximo dali, na Rua Lavras, outra microcervejaria mineira que mostra a cara como bar é a Artesamalt. “Primamos pela cultura do chope pilsen, que é ideal para o clima em que vivemos. Já tentamos testar a pilsen com receita mais europeia, mas o pessoal não gostou muito”, conta João Figueiredo, proprietário da marca. Ele encontrou em Alexander, filho de Erni Bertoluci, fundador da churrascaria Adega do Sul, parceiro ideal para a empreitada.

Somando várias combinações de creme e líquido, o chope é oferecido em oito tiradas diferentes (R$ 3,90, cada) – há apenas chopes claro e escuro. Atualmente, a produção da fábrica, que iniciou suas atividade em 2007, é de 10 mil litros por mês e entre as metas para ano que vem está a venda de cerveja em garrafa retornável de 600ml. Para comer, sanduíches (10 variedades), frios, petiscos e pratos. No comando da cozinha está o chef Izaías Tomaz, o Zazá do Vecchio Sogno.

FÍGADO

Reinaugurado no início do mês, o Bar do Antônio, no Mercado Central, está agora sob administração da Backer e só vende cerveja e chope da fábrica mineira, inaugurada em 1998. Mudar o nome? “Não queríamos perder essa nostalgia de bar mais antigo do mercado. Esse ponto tem história”, responde Ana Paula Lebbos, uma das sócias. O cardápio foi elaborado pelo chef André Laborne e não tem fígado com jiló. Porém, é permitido comprar a porção no Bar da Tia, que fica em frente, e comer no balcão da casa. O chope pilsen sai por R$ 2,85.

ONDE IR

Artesamalt

Rua Lavras, 158, São Pedro, (31) 3657-7000. Aberto de segunda a sexta, das 12h às 15h30 e das 17h à 1h30; sábado, das 12h à 1h30; domingo, das 12h à 0h30.

Bar do Antônio
Avenida Augusto de Lima, 744, Centro (próximo a entrada da avenida Augusto de Lima), (31) 8402-4639. Aberto de segunda a sábado, das 9h às 18h; domingo e feriado, das 9h às 13h.

Krug Bier
Rua Major Lopes, 172, São Pedro, (31) 2535-1122. Aberto de segunda a quinta, das 18h à 1h; sexta, das 17h à 1h; sábado, das 12h à 1h; domingo, das 12h às 23h.

Quer mais opções? Confira o Guia de Bares e Restaurantes do Divirta-se

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA