Festival de cervejas reúne o melhor da produção local

31/10/2008 07:00
Pedro David/Esp. EM/D.A Press
Tiago Carneiro, sócio da microcervejaria Wälls, uma das participantes do evento (foto: Pedro David/Esp. EM/D.A Press)
Apesar de ser tradição em países europeus, a cerveja especial é assunto relativamente recente no Brasil. Em Belo Horizonte, as primeiras microcervejarias que representaram alternativa aos produtos da indústria cervejeira foram criadas há pouco mais de uma década. A pioneira foi a Krug Bier, no Belvedere, que inovou ao abrir as portas de sua choperia-fábrica em 1997. Mas foi de quatro anos para cá, que esse segmento começou a tomar corpo. Hoje, não é preciso andar muito para tomar cerveja especial na cidade, pequenos produtores da bebida se espalham também pelo interior e já existe até grupo de fabricantes caseiros. Síntese dessa proliferação, o festival Minas Bier Fest promete ser programa imperdível para apreciadores, de hoje a domingo, no espaço Domus XX, no Bairro Jardim Canadá, em Nova Lima.

O festival reunirá as cervejarias artesanais mineiras Artesamalt, Backer, Brusk, Falke Bier, Krug Bier, Trovense (ex-Trapense) e Wäls, além de representantes da Associação dos Cervejeiros Artesanais de Minas Gerais (Acerva Mineira), entidade criada há um ano por apaixonados pela bebida, que a fabricam em casa. O público poderá experimentar as cervejas feitas por cada produtor, que estarão reunidos numa praça de alimentação, e levar as cervejas que gostar para casa. A programação do evento inclui cursos, palestras, harmonização de pratos e cervejas, rodadas de negócio, shows e até fabricação de cerveja ao vivo, aos olhos dos visitantes. Haverá serviço de van para levar e trazer os visitantes (sob consulta).

“O evento vem sendo pensado há dois anos. É uma forma de mostrar ao público e ao mercado que existem cervejas diferenciadas”, explica Marco Antônio Falcone, um dos proprietários da Falke Bier e diretor do Sindicato das Indústrias de Cerveja e Bebidas em Geral do Estado de Minas Gerais. “Estamos no ápice. O Brasil vive hoje o que já ocorreu na Europa e Estados Unidos. Esse movimento de Acervas, inclusive, se verifica em vários estados. Para o Minas Bier Fest, estão vindo membros de Acervas, produtores artesanais e amantes de cerveja de diversas regiões do país, entendendo que este é o momento de arrancada para o setor”, completa.

Alguns produtores aproveitarão a ocasião para lançar produtos e antecipar tendências. A começar pela própria Falke Bier, que mostrará em primeira mão cerveja oficial da Estrada Real, do tipo india pale ale, que chegará ao mercado mês que vem – no próximo ano, será a vez da cerveja de trigo, que também levará a marca do famoso caminho das pedras preciosas. Outra novidade é a versão da Falke Bier Ouro Preto (escura, estilo german dunkel) em garrafa de 600ml. Além disso, servirá chopes pilsen, Ouro Preto, Red Baron (estilo viena lager, semelhante ao bock) e Monasterium, esta última uma strong ale tipo belga que rendeu a microcervejaria prêmio de inovação do Instituto Nielsen Business, que avalia todo tipo de bebida fabricado no país.

Leia também:
Cervejarias preparam uma série de lançamentos

MINAS BIER FEST
Festival de produtores de cerveja mineiros. De sexta a domingo, no Domus XX (Avenida Toronto, 20, Jardim Canadá – Nova Lima). Sexta, das 18h à 0h; sábado, das 12h à 0h; e domingo, das 11h às 20h. Ingresso: R$ 15 (1º lote; não inclui bebidas nem comidas), à venda no Frei Tuck (Savassi), Paladino (Pampulha), Krug Bier (Belvedere), Quiosque da Backer (Itaú Power Shopping, Contagem), Espetinho do Chico (Savassi) e Agência Master Turismo (Mercado Central). Informações e inscrições em cursos: (31) 3281-7234 e www.minasbierfest.com.br.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA