Longa em preto e branco 'À sombra de duas mulheres' chega ao circuito de BH

Dirigido pelo francês Philippe Garrel, o filme conta a história de um homem perturbado pela relação adúltera que assumiu

por Pedro Galvão 10/05/2018 09:33
Fênix Filmes/Divulgação
Em 'À sombra de duas mulheres' Philippe Garrel retrata o dilema de um homem que se envolve numa relação extraconjugal. (foto: Fênix Filmes/Divulgação)

Aos 70 anos, o francês Philippe Garrel não esgotou suas leituras cinematográficas sobre o amor, principal matéria-prima de sua cultuada trajetória fortemente influenciada pela Nouvelle Vague. À sombra de duas mulheres, penúltimo título de sua filmografia iniciada nos anos 1960, que estreou em Cannes há três anos, chega nesta quinta-feira (11) ao circuito de BH. O longa em preto e branco tem como protagonista Stanislas Merhar, no papel de um homem perturbado pela relação adúltera que assumiu.


Seu personagem é Pierre, documentarista que produz filmes de baixo orçamento em parceria com a esposa Manon (Clotilde Courau). O caso extraconjugal surge quando ele se apaixona por Elisabeth (Lena Paugam), jovem estagiária de uma produtora. Com pouco mais que uma hora de duração, o filme não se delonga em apresentar o triângulo amoroso. A maior parte das sequências procura explorar as turbulências emocionais vividas por cada um dos três e os conflitos existenciais que isso provoca.

 

Pierre se mostra atordoado por sua incapacidade de abrir mão de um dos dois relacionamentos, enquanto Elisabeth passa a exigir mais dedicação dele. Manon, com quem o envolvimento é matrimonial e profissional, começa a questionar os sentimentos do marido. A trama é narrada pelo ator Louis Garrel, filho de Philippe, conhecido, entre outros trabalhos, por Os sonhadores, de Bernardo Bertolucci.


O enredo batido e já observado em tantas outras narrativas ganha o olhar sensível do cineasta para explorar outros temas que permeiam essa história de amor, insegurança e infidelidade. A questão de gênero é um deles. O roteiro mostra como as mulheres têm perspectiva diferente diante do amor e do adultério em relação ao homem, que justifica seus atos com o argumento machista de simplesmente ser homem.


O envelhecimento é outro assunto problematizado em cena. Pierre se envolve com duas mulheres de faixas etárias diferentes. Em vários momentos, Elisabeth se sente insegura e frágil por ser muito jovem perto dele. Já Manon entra em crise ao se achar velha diante da possibilidade de ser preterida por outra mulher mais nova.


A posição de subjugamento no trabalho também é evidenciada na trama. Embora seja feliz por trabalhar com o homem que ama, Manon fica em condição secundária no documentário que produz com ele. Apesar disso, Pierre não é retratado como um vilão ou alguém sem escrúpulos. Pelo contrário, a narrativa caminha justamente por essas fragilidades socialmente construídas, da qual ele, em certa medida, também é vítima.


À sombra de duas mulheres foi precedido por O ciúme (2013). Em 2017, Garrel lançou Amante de um dia. Os três filmes compõem um ensaio sobre o amor e a vulnerabilidade emocional dos amantes com seus dilemas morais.

 

Abaixo, confira o trailer de À sombra de duas mulheres

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE CINEMA