Desfile do Chama o Síndico hoje será teste do plano de trânsito da BHTrans no carnaval

Desfile do Chama o Síndico, hoje, às 20h, será um pouco mais tarde do que no ano passado para tentar evitar o horário de pico. Trajeto até a Praça da Estação também foi alterado.

Marcos Vieira/EM/DA Press - 23/2/17
O bloco que homenageia Tim Maia parou o Centro de BH no ano passado e a expectativa é de que arraste 70 mil foliões este ano (foto: Marcos Vieira/EM/DA Press - 23/2/17)

Responsável por abrir a folia em Belo Horizonte e já conhecido por reunir milhares de condôminos – como são chamados os foliões do bloco – na Avenida Afonso Pena, o Chama o Síndico desfila hoje pelas ruas da cidade. Para evitar os longos congestionamentos, já conhecidos nas apresentações dos anos anteriores, a BHTrans vai realizar uma operação diferenciada. O bloco vai sair mais tarde do que de costume, para evitar o bloqueio de vias na “hora do rush”, e de local diferente. A concentração será na Avenida Afonso Pena e o cortejo seguirá até a Praça da Estação, passando pelo Praça Sete. A ação será um teste para evitar transtornos no trânsito no carnaval. Nos dias de folia, a autarquia quer deixar a Praça Raul Soares e a Avenida do Contorno liberadas para a fuga dos motoristas que querem sair da Região Centro-Sul da capital mineira.


Para o cortejo no carnaval deste ano, a BHTrans adotou medidas que visam tornar o desfile que homenageia Tim Maia e Jorge Ben Jor menos traumático à população que não participa da festa, e que precisa se deslocar para regiões de BH como a área hospitalar e a Savassi. Tradicionalmente iniciado às 19h na Praça Tiradentes, no cruzamento das Avenidas Brasil e Afonso Pena, o bloco este ano tem saída prevista para as 20h, quando a circulação de veículos e ônibus é menos intensa.


O cortejo se concentrará na Afonso Pena, no cruzamento com a Avenida Carandaí (em frente ao Palácio das Artes), e seguirá até a Praça Sete, depois passará na Avenida Amazonas e Rua Tupinambás até chegar à Praça da Estação, na Avenida dos Andradas, no fim do desfile, previsto para a 0h. A previsão de público da Prefeitura de Belo Horizonte para o bloco é de 70 mil pessoas. O trânsito ficará fechado em 17 trechos na Afonso Pena, entre a Avenida Carandaí e Rua Tupinambás durante o desfile. Ônibus terão o itinerário alterado e pontos de embarque e desembarque serão desativados. As linhas 5106 (Bandeirantes/BH Shopping) e 82 (Estação São Gabriel/Savassi-via hospitais) tiveram os pontos de ônibus desativados nesse perímetro da Afonso Pena e os itinerários foram reajustados.

VIAS LIVRES Para os quatro dias de folia, quando cerca de 3,6 milhões de pessoas estarão nas ruas de Belo Horizonte, segundo previsão da prefeitura, a BHTrans anunciará amanhã os detalhes da operação de trânsito durante o carnaval. Com o impedimento do tráfego de ônibus e carros em vias da capital mineira, a Avenida do Contorno e a Praça Raul Soares serão as principais rotas de fuga dos motoristas que pretendem evitar o caos no trânsito durante a folia. Outra prioridade é deixar a Rua Maranhão livre para o acesso à área hospitalar.


Apenas no sábado, durante o desfile do Então, Brilha!, a passagem pela Avenida do Contorno não é recomendada pela BHTrans, pois o bloco desfila por lá. Por causa disso, o acesso ao Centro, principalmente às pessoas que desejam acessar a Rodoviária, deve ser feito pelo Complexo da Lagoinha. Nos outros dias, a tendência é que a avenida concentre o tráfego de carros particulares e do transporte público para os acessos à Região Centro-Sul e à área hospitalar. A chegada aos hospitais, por exemplo, poderá ser feita pela Rua Maranhão, próximo ao Hospital Militar, para quem trafega nos dois sentidos da Avenida do Contorno.


A Praça Raul Soares, por sua vez, é boa opção, segundo a BHTrans, pela diversidade de acessos permitidos. Contornando a praça, motoristas conseguem acessar a Região Oeste de BH pela avenidas Amazonas; bairros da Região Centro-Sul; a Praça da Liberdade utilizando a Olegário Maciel e Bias Fortes; a área hospitalar e Regiões Leste, Nordeste e Noroeste no acesso pela Avenida Augusto de Lima. *Estagiário sob supervisão do editor Roney Garcia

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CARNAVAL