Festival de Gastronomia de Tiradentes abre agenda para eventos gratuitos nas praças e ruas

Organização descomplica festins, convida o público a curtir pratos nos largos da cidade histórica e traz chefs de vários estados para exibir suas criações

por Eduardo Tristão Girão 21/08/2015 08:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Beto Magalhães/EM/D.A Press - 23/8/14
O chef mineiro Caetano Sobrinho, que já cozinhou na praça em 2014, volta a Tiradentes para comandar festim (foto: Beto Magalhães/EM/D.A Press - 23/8/14)
Impressiona o crescimento do Festival Cultura e Gastronomia Tiradentes. Se antes quem não participava dos festins caros e de ar esnobe pouco tinha o que fazer na cidade histórica, hoje não faltam atrações nos largos das Forras e da Rodoviária. Cursos, feiras, degustações e palestras são algumas das atividades previstas de hoje até dia 30 – a maioria delas com entrada franca. Entre as novidades da 18ª edição do evento, há duas opções de passeios gastronômicos nas redondezas. E os festins estão cada vez menos complicados.


“Os grandes eventos gastronômicos brasileiros são superimportantes. O nosso tem uma característica diferente, pois não é voltado para profissionais, mas para o público. Ou seja: para quem curte e aprecia gastronomia. O profissional não deixa de estar presente, mas o nosso alcance é maior. Temos muito conteúdo em razão de nossas pesquisas e viagens com o projeto Fartura – levamos isso de forma leve, descontraída. Andam até nos apelidando de Rock in Rio da gastronomia”, brinca Rodrigo Ferraz, um dos organizadores do festival.

Os festins (jantares especiais com chefs convidados) continuam sendo as atrações principais do evento. Eles dobraram em relação a dois anos atrás – agora são 16. Mas essa não é a principal mudança: foram transferidos de pousadas para restaurantes (com isso, o número de mesas diminuiu) e os menus se reduziram para quatro etapas – antes, os serviços demoravam horas. A proposta é simplificar a operação, permitindo ao público aproveitar mais as outras atrações noturnas, como shows e bares.

Entre os nomes atuantes em Minas que foram escalados para os festins, estão Ari Kespers (Provence Cottage & Bistrô, de Monte Verde), Caetano Sobrinho (A Favorita, de BH), Robson Viana (Ephigênia, de BH) e Silvana Watel (Au Bon Vivant, de BH). Todos assinam jantares a quatro mãos com chefs de cada restaurante anfitrião (Rubens Beltrão, do Via Destra; Rodolfo Mayer, do Angatu; Rafael Pires, do Pacco & Bacco; e Tanea Romão, do Kitanda Brasil).

Kespers, que cozinha para não mais que 26 pessoas por noite na pequena pousada onde mantém seu restaurante, apresentará amanhã duas receitas já consagradas em Tiradentes, ambas privilegiando ingredientes de pequenos produtores locais: a canela de cordeiro com mel de engenho, polenta crocante de milho verde e agrião; e a espuma de coco com melado e abóbora em duas texturas. Ele, claro, trará vários desses itens na bagagem. “O sabor, a cultura e a cabeça do produtor são diferentes”, resume.

Alfredo Duraes/EM/D.APress
Chocolate artesanal da Ilha do Combu, no Pará, é uma das estrelas do festival (foto: Alfredo Duraes/EM/D.APress)
LÁ E CÁ
O elenco dos festins conta com talentos vindos de várias partes do país: Ana Lula (Casa de Juja, de São Luís), Carlos Augusto (Favorito, de Teresina), Daniela Martins (Lá em Casa, de Belém), Manu Buffara (do restaurante homônimo, de Curitiba), Marcelo Corrêa Bastos (Jiquitaia, de São Paulo), Márcia Pinchemel (Antônia Bistrô, de Goiânia), Rafa Costa e Silva (Lasai, do Rio de Janeiro), Rosa Nunes (Cabana do Lago, de Palmas) e Serginho Jucá (Sur, de Maceió). Cada jantar custa entre R$ 250 e R$ 320. O preço é individual; inclui cervejas e vinhos harmonizados.

Responsável por levar adiante o restaurante do pai, Paulo Martins (morto em 2010), considerado embaixador da cozinha paraense, Daniela Martins assinará o festim amanhã. “Acompanhava meu pai nas viagens e assistia a suas aulas. Fui criada na cozinha”, lembra. Suas duas receitas são baseadas em ingredientes do Pará, a começar pela costela de porco, guarnecida com geleia de priprioca (raiz amazônica aromática) e polenta de farinha-d’água. A sobremesa terá castanha-do-pará e jambu, erva que provoca formigamento na língua.

Completam a programação de jantares especiais quatro festins comandados por chefs franceses – dois deles moram no Brasil: Roland Villard (Le Pré Catelan, no Rio de Janeiro) e Julien Mercier (Projeto SEM, em São Paulo). Do Sul da França, virão Xavier Burelle (Mas des Herbes Blanches, de Joucas), Laela Mouhamou (Brasserie de la Méditerranée), Serge Chollet (Moulin de Mougins, de Mougins) e Emmanuel Ruz (Lou Fassum, de Grasse). Todos os chefs – brasileiros e estrangeiros – darão aulas gratuitas de culinária nas praças da cidade.

Como a vinda dos estrangeiros a Tiradentes faz parte de projeto de intercâmbio, no mês que vem os chefs mineiros Fred Trindade (Trindade, de BH), Léo Paixão (Glouton, de BH), Ivo Faria (Vecchio Sogno, de BH) e Rodolfo Mayer (Angatu, de Tiradentes) embarcarão para a cidade francesa de Mougins para participar da 10ª edição do festival gastronômico Les Etoiles de Mougins. 

Precinho bom e aula de graça

 

Paralelamente aos festins, os largos das Forras e da Rodoviária abrigarão bares e restaurantes de chefs de Tiradentes e de Belo Horizonte, com pedidas em torno de R$ 30 (cada). Entre eles, Creperia Debret, Luth Bistrô, Pau de Angu, Uai Thai Bistrô, Estalagem do Sabor (o destaque é a costela de tira com mandioca na manteiga de garrafa), Borracharia Gastropub, Trindade (com seu hambúrguer com queijo canastra e ketchup de goiabada cascão), Hermengarda, Xapuri e a fábrica de carne na lata Xavante, de Divinópolis.

A programação de degustações, palestras e cursos gratuitos começa amanhã, às 10h, com opções interessantes, a exemplo de dona Nena (produtora de chocolate artesanal da Ilha do Combu, no Pará), Telma Machado (que resgata receitas seculares na Fazenda Babilônia, em Goiás), Nilton Caetano (técnico da Epamig que estuda a produção do azeite mineiro), Lenildo Lima (presidente de cooperativa de produtores de cajuína do Piauí) e Guilherme Ferreira (produtor de queijo da Serra da Canastra mineira, premiado em concurso na França).

18º FESTIVAL CULTURA E GASTRONOMIA TIRADENTES


Jantares, cursos, degustações, feiras, palestras e shows. De hoje a dia 30. A maior parte das atividades será realizada nos largos das Forras e da Rodoviária, no Centro Histórico. Boa parte da programação tem entrada franca, mas alguns eventos requerem inscrição prévia. Reservas para jantares e passeios: (31) 9965-2505 e (31) 2516-0333 ou eventos@libertasviagens.com.br. Informações: www.farturagastronomia.com.br/tiradentes

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA