Com apenas um prato no cardápio, L'Entrecôte de Paris abre filial em BH

Casa planeja abrir segunda unidade até o final do ano

por Eduardo Tristão Girão 10/07/2015 09:59

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
MARCOS VIEIRA/EM/D.A. PRESS
Corte do contrafilé, o entrecôte é servido com batatas fritas e molho feito com 21 ingredientes; ao lado, mil-folhas com creme de doce de leite é uma das opções de sobremesa (foto: MARCOS VIEIRA/EM/D.A. PRESS)
Um molho “secreto”, feito com 21 ingredientes e 36 horas de preparo, é o chamariz utilizado pelo L’Entrecôte de Paris para tentar ganhar o freguês – e desviar a atenção do fato de que é uma franquia com ambiente e comida idênticos em 16 unidades pelo país. A mais nova delas foi inaugurada em Belo Horizonte, na semana passada, no imóvel que abrigou a primeira versão da Marília Pizzeria, em Lourdes. O cardápio tem um único prato: entrecôte (corte do meio do contrafilé bovino) grelhado ao tal molho secreto com batatas fritas.


À frente da casa estão os jovens Vinícius Carneiro e Fernanda Teichert, administradores que são novos no ramo e vieram de São Paulo (onde eram clientes da rede). Até o fim do ano, está prevista a abertura de mais cinco casas, uma delas na capital mineira (provavelmente em um shopping). A loja de BH é como as demais: piso de ladrilho hidráulico, sofás vermelhos, mesa com forro de papel (para anotar a caneta o ponto da carne escolhido), um chef para cuidar do prato único e outro para produzir no local os pães e sobremesas.

A carne vem de frigoríficos nacionais, argentinos e uruguaios, preferencialmente de gado da raça black angus. Preparada em charbroiler, ela não leva tempero algum e pode ser pedida em seis diferentes pontos de cocção: bleu (apenas selado por fora, cru por dentro), ao ponto para menos (recomendado pelo chef), malpassado, ao ponto, ao ponto para mais e bem passado. Guarnecida com batatas fritas (das congeladas), é fatiada no prato e coberta pelo molho, que não é tão secreto assim. A inspiração vem do restaurante suíço Le Relais de l’Entrecôte.

MARCOS VIEIRA/EM/D.A. PRESS
Ambiente da casa aberta em Lourdes, no endereço que já foi daMarília Pizzeria (foto: MARCOS VIEIRA/EM/D.A. PRESS)
Dos 21 ingredientes que o compõem, alguns deles são mostarda dijon, creme de leite, nozes e uma mistura de especiarias que inclui cardamomo. Chega resfriado da fábrica, em São Paulo, e recebe aqui os três últimos itens, entre eles a manteiga. Sobre as 36 horas de preparo, na verdade elas são menos trabalhosas do que pode parecer, pois a mistura basicamente fica reduzindo em banho-maria durante esse tempo, até chegar à consistência pretendida. Quem comanda a cozinha é o chef Rony Madureira.

SOBREMESA De segunda a sexta, no almoço, o prato custa R$ 54,80, incluindo uma salada de entrada e batatas fritas servidas à vontade, como se fosse um rodízio. À noite, o preço sobe para R$ 67 (e a carne aumenta de 150g para 180g). A versão da receita para crianças (de até 6 anos) custa R$ 41,80. Fora isso, há uma salada que funciona como prato individual (R$ 39,90), uma tábua de queijos (R$ 46,50, com quatro tipos) e couvert (R$ 12, com pães, manteiga, azeite e tapenade).

Da cozinha saem 12 sobremesas (cerca de R$ 18 cada uma), a exemplo do crème caramel (parecido com o pudim, porém mais denso), da tarte tatin (montada em camadas, e não assada invertida), do crème brûlée (com baunilha de Madagascar) e do mil-folhas com creme de doce de leite argentino. A carta de vinhos conta com 50 rótulos (a partir de R$ 58, a garrafa), as cervejas custam entre R$ 8 e R$ 13 (long neck) e os drinques ficam em torno de R$ 20 (cada um).

L’Entrecôte de Paris
Rua Marília de Dirceu, 189, Lourdes. (31) 3327-4959. Aberto de segunda a quinta, das 12h às 15h e das 19h às 23h; sexta, das 12h às 15h e das 19h à 0h; sábado, das 12h à 0h; domingo, das 12h às 22h.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA