Duas novas hamburguerias inauguradas em Belo Horizonte

Prato surge como tendência gastronômica na cidade

por Eduardo Tristão Girão 19/06/2015 09:07

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcos Vieira/EM/D.A Press
Pocket Burger funciona na Cristóvão Colombo. Ali o cliente monta seu sanduíche como quiser (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
O hambúrguer se mostra tendência ainda forte na cidade com a recente inauguração de duas casas dedicadas a ele, ambas na Savassi. A primeira delas, Pocket Burger, é a versão mais simples da hamburgueria Deli Handmade (com os mesmos sócios), na Avenida Cristóvão Colombo, onde o freguês monta o sanduíche como quiser, nos mínimos detalhes. A segunda, Sholl’s, ocupa o imóvel do extinto Status Café, na Avenida Getúlio Vargas, com receitas à base de cordeiro, costelinha, frango e carne bovina. As duas têm opção vegetariana.


A proposta da Pocket Burger, de fato, chama a atenção. A comanda individual exibe todos os ingredientes existentes na casa para que o sanduíche saia exatamente do jeito que o cliente quer, pagando separadamente por cada um. Só de hambúrguer são cinco tipos: pocket (mistura de acém, fraldinha e peito bovino), picanha, costela de boi, frango e vegetariano (proteína de soja com legumes), todos com 140g e preparados em chapa.

Além deles, há quatro tipos de pão, sete queijos, quatro molhos, quatro maioneses e outros itens avulsos, como ovo, bacon, salada, misto de cogumelos e cebola roxa marinada. Os acompanhamentos, também vendidos à parte, podem ser cubos de frango ou peixe empanados, batata frita (chips ou palito) e polenta frita. Em geral, um hambúrguer com um acompanhamento custa em torno de R$ 20. Para os indecisos, há opções predefinidas.

“Já vi gente pedindo sanduíche com quatro carnes aqui. Não é normal, mas sempre tem alguém querendo algo diferente ou fazendo gracinha. O pessoal fica dando nomes, como ‘x-infarto’”, conta o chef Marcelo Rodrigues, um dos proprietários. É possível, ainda, montar sanduíches por um aplicativo de celular desenvolvido para a casa (só sistema Android, por enquanto) e validá-los como pedido ao entrar no local, o que agiliza o atendimento.

Funcionam como sobremesa os milk shakes de paçoca, Kit Kat, baunilha e Nutella (a partir de R$ 9,90, 400ml). Dois detalhes: a loja, que tem mesas na calçada, não oferece banheiro para clientes nem vende bebida alcoólica.

Divulgação
Já a Sholl's tomou endereço do Status Café, na Getúlio Vargas, com decoração inspirada no cinema (foto: Divulgação)
Cordeiro com nomes de filmes e personalidades do cinema a batizar seus sanduíches, a Sholl’s aposta em hambúrgueres com ingredientes menos habituais, como o de cordeiro com creme de hortelã, muçarela de búfala e alface (R$ 24,80) e o de carne bovina com provolone e abacaxi grelhado (R$ 17,50) – o “bife” do vegetariano (R$ 38,90) é feito com grão-de-bico, soja e cogumelos shiitake, shimeji e de Paris. As receitas foram desenvolvidas pelos chefs Adriano Santos e Uando Ferreira.

Todos os hambúrgueres, que têm 160g e são preparados na chapa, chegam à mesa com batatas fritas. Há outras opções de sanduíche, a exemplo dos de baby beef com linguiça, bacon, queijo coalho e alface (R$ 27,50) e do de peito de frango grelhado com pasta de ricota, rúcula e tomate seco (R$ 21,30). Saladas, três pratos e poucos petiscos completam o cardápio. Entre as sobremesas, sai do lugar-comum o minipão de hambúrguer recheado com sorvete de creme (empanado e frito) e servido com calda de frutas vermelhas (R$ 15,90).

Pocket Burger
Avenida Cristóvão Colombo, 476, Savassi. Informações: (31) 3658-5849. Aberto de domingo a quinta, das 11h30 às 23h; sexta e sábado, das 11h30 às 4h.

Sholl’s
Av. Getúlio Vargas, 1.238, Savassi. (31) 3077-9562. Aberto de segunda a quinta, das 18h à 0h30; sexta e sábado, das 18h às 3h30; domingo, das 16h à 0h30.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA