Carne, petiscos e surpresas no cardápio são o diferencial da Texas Steakhouse

Hamburgueria localizada no Santa Lucia aposta em receita especial que usa a fraldinha como base

por Eduardo Tristão Girão 13/03/2015 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Paula Huven/Esp. EM
A costela ao barbecue é um dos pratos servidos na casa (foto: Paula Huven/Esp. EM)
O designer gráfico Iago Lopes sempre gostou de hambúrguer. Entretanto, quis o destino que sua primeira empreitada no ramo gastronômico fosse uma casa de espetinhos, comandada ao lado de Marcelle Padovani. Três ano depois, realizou o sonho ao lado da sócia: abriu, recentemente, uma hamburgueria. O destino ainda lhe pregaria uma peça – o que não foi de todo ruim. Sem poder usar o nome Texas Burger (que já pertence a outra empresa), optou por Texas Steakhouse e, por isso, se animou a ter também carnes e petiscos no cardápio.

Sem formação alguma na área, ele diz ter levado três anos até chegar até a receita de hambúrguer quer serve na casa, inaugurada no Santa Lúcia. “Aproveitamos uma viagem para os Estados Unidos para conhecer casas especializadas e também fiz muita pesquisa na internet. Testei fazer com acém, bife ancho e até picanha, apesar de ter ficado com dó de moê-la. O que deu mais certo foi a fraldinha. Ficou suculento”, conta. Ele usa apenas o corte bovino moído e uma gordura que não revela qual é, nem em qual proporção é usada.

 

Leia mais sobre gastronomia no Blog do Girão

 

A carne é moída sempre à tarde e em quantidade suficiente apenas para o mesmo dia, moldada e mantida resfriada (sem congelar). Com 200g (cada), os hambúrgueres são preparados em chapa (ocasionalmente, em charbroiler) e, só então, recebem um chuvisco de sal temperado da casa. “O nosso hambúrguer encolhe depois de pronto por não ter carne de soja, ovo, nem nada para dar liga”, explica ele. As batatas que acompanham os sanduíches são congeladas - embora não sejam aquelas do formato palito.

Paula Huven/Esp. EM
Sanduíche big texas é para matar a fome de vez (foto: Paula Huven/Esp. EM)
MONSTRO A maioria deles não passa de R$ 19,80, incluindo um com hambúrguer empanado de frango, outro à base de carne suína e uma opção vegetariana, batizada de corpus christi, cujo “bife” leva grão de bico e cenoura. Toda hamburgueria tem seu sanduba exagerado e o da casa, o big texas (R$ 27,90), tem dois hambúrgueres, bacon, cheddar, pepperoni, picles cebola roxa, alface e tomate. Na categoria “monstro”, destaque para o pasta (R$ 23,90), que tem uma das metades de pão substituída por um bloco de macarrão com creme de cheddar empanado. “É bizarro, mas a galera come e fica doida. Eu mesmo acho ótimo”, assegura Lopes. A propósito, os pães (os convencionais, diga-se) utilizados na casa são integral, australiano e com gergelim preto, feitos pela Gran Forno.

Entre as porções, há tiras de muçarela fritas (R$ 27,90), costelinha cozida em molho barbecue feito na casa e servida com fritas (600g de carne; R$ 42,90), coxinha da asa de frango com barbecue (R$ 25,90), anéis de cebola empanados (R$ 19,90). Há apenas uma sobremesa, o waffle (industrializado) com creme de avelã e sorvete de creme (R$ 12,90), e os milkshakes, que nunca faltam em casas do tipo, marcam presença em sabores como paçoca, biscoito Oreo, Ovomaltine, morango e baunilha (cerca de R$ 15, cada).

Os freezers da hamburgueria guardam, além de canecas congeladas, a linha completa da cervejaria mineira Áustria (entre R$ 6,90 e R$ 20,90, cada garrafa). Também é servido o chope da marca (R$ 5,50, 300ml) e a ainda rara cerveja mexicana Corona (R$ 10,90, long neck). Há drinques por R$ 12 (cada; em média).

Texas Steakhouse
Rua Halley, 777, Santa Lúcia (entre Rua Arrudas e Avenida Terra, próximo à Praça Arcangelo Maleta). (31) 2535-2555. Aberto de terça a domingo, das 18h à 0h.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA