Chef especializada em yoga food ensina receita de comida que faz sentir bem

Galesa Carana Renu Dasi oferece retiro gastrô na Chapada dos Veadeiros

31/08/2014 13:26

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Ucha Arantangy/Divulgação
(foto: Ucha Arantangy/Divulgação)

Ela comanda a cozinha do Yoga Resort Paraíso dos Pândavas, que é o maior spa de terapias ayurvédicas da região da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, com 400 hectares. Dentro dele há um hotel e um restaurante. Nas dependências do Yoga resort, esse restaurante atende os hóspedes do hotel e os viajantes do Cerrado, que vão a Goiás explorar o turismo e os esportes de aventura da Chapada dos Veadeiros. O lugar oferece uma gama de retiros temáticos, inclusive de gastronomia.

A chef do restaurante é Carana Renu Dasi, vegetariana desde os 11 anos de idade, com 12 anos de experiência trabalhando em cozinhas de templos hindus em vários países do mundo. Ela conta que voltou seu conhecimento para a elaboração de pratos afinados com o conceito de yoga food.

Vegetariana há 27 anos, Carana trabalhou em grandes festivais de cozinha viva e vegetariana na Índia, EUA e Europa. Hoje, aos 38 nos, essa doutorada em astrofísica deixou seu lar natal, o País de Gales, para ganhar raízes no Brasil e fundar uma escola de conhecimentos do ioga no Planalto Central.

Junto com seu marido, o professor de ioga Giridhari Das, é sócia-proprietária do Yoga Resort Paraíso dos Pândavas, na Chapada dos Veadeiros, sendo a orgulhosa mamãe do pequeno Bryn. Carana, praticante de hatha yoga.

Yoga food

A yoga food leva em consideração os conceitos filosóficos das tradições ayurvédicas, elevando a refeição a alimento espiritual, o que é chamado de ‘prasadam’. Além de ser uma alimentação vegetariana, segue os princípios da bhakti yoga, com ingredientes saudáveis combinados com temperos e ervas de valor terapêutico e muito saborosas.

Segundo a chef Carana, a yoga food também ajuda a manter o corpo forte e saudável, livre de stress, sendo um complemento espiritual para o estilo de vida, pois todos os ingredientes são, como ela denomina, karma free, sem qualquer processo industrializado e livre de sofrimento animal. A ritualística do preparo e do comer é feita em ânimo de oferenda a Deus e, geralmente, os pratos são servidos após o entoar de mantras, invocando proteção e sorte.

As receitas e particularidades do preparo da comida saudável dos iogues, Carana ensina aos hóspedes do hotel-fazenda e às merendeiras do ensino municipal da cidade de Alto Paraíso, em Goiás, em retiros e eventos mensais no Paraíso dos Pândavas . Para o leitores do Degusta, ela também oferece uma receita especial, um nhoque preparado com abóbora. É seguir a receita de preparo, relaxar e saborear.


RECEITA


Gnocchi de abóbora cabotiã ao molho de tomate rústico



Ingredientes

Gnocchi: 1/2 abóbora cabotiá cozida; 200g de farinha de trigo integral; 1 colher de chá de sal; 50g de castanhas de caju trituradas (substituindo o tradicional queijo parmesão); 2 colheres de sopa de azeite ou ghee (manteiga clarificada). Molho de tomate rústico: 2 dentes de alho picados; 1/2 cebola picadinha; 40ml de azeite de oliva; 6 tomates maduros sem semente e sem casca; 20 folhas de manjericão; sal a gosto; uma pitada de açúcar, contra a acidez.

Modo de fazer

Gnocchi: Corte a abóbora cabotiá ao meio, retire as sementes. Depois corte em mais dois ou três pedaços, mantenha a casca, adicione na panela de pressão com água até cobrir e cozinhe por aproximadamente 40 minutos. Se não tiver panela de pressão siga o mesmo procedimento de corte da abóbora e embrulhe os pedaços no papel alumínio. Asse no forno por 1,5 hora. A vantagem desse processo é que você garante os nutrientes na abóbora, que não os libera na água. Depois de cozinhar retire com a ajuda de uma colher a abóbora cozida da casca. Amasse a abóbora cozida no garfo e misture todos os ingredientes até obter uma massa homogênea.

Em cima da mesa ou balcão, enrole a massa em formato de charuto e corte em cubos de 2 cm. Em seguida, coloque na água fervente com 1 colher de chá de sal e 3 colheres de óleo. Quando os cubinhos começarem a flutuar na água retire os gnocchis e coloque num recipiente com água gelada. Molho de tomate rústico: Para retirar a pele dos tomates faça um corte em cruz na tampa de cada um deles e os adicione numa panela com água fervente por aproximadamente 1 minuto. A casca dos tomates sairá com facilidade. Corte ao meio e retire as sementes também. Reserve. Numa outra panela refogue o alho e a cebola no azeite até dourar. Adicione os tomates com os temperos, se necessário acrescente um pouco de água. Mexa de vez em quando até obter um molho rústico. Corrija a acidez com açúcar. Se preferir, utilize tomates pelados em lata. Sirva sobre os gnocchis.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA