Osteria Mattiazzi completa 15 anos e programa festivais gastronômicos

Série de comemorações foi aberta pelo chef romano Alessandro Narduzzi

por Mírian Pinheiro 23/03/2014 11:36

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Arquivo Pessoal
(foto: Arquivo Pessoal)
Massimo Battaglini chegou a Belo Horizonte no final de 1998. Mas seu interesse pela gastronomia surgiu na Itália, aos 16 anos. Italiano de Veneza, atuou em restaurantes na Itália e Alemanha. A paixão pelas panelas e pelo contato com o cliente na mesa perdura, até hoje. Massimo gosta de conversar com cada pessoa que saboreia seus pratos. Após longas temporadas em restaurantes da Alemanha e do litoral italiano, o chef incluiu a América em seu roteiro, passando pelo México e chegando ao Brasil. Aos 25 anos, Massimo viajou de ônibus da Cidade do México até Belo Horizonte, aonde veio visitar um antigo colega de Veneza que inaugurava um depósito de vinhos.


“Sempre tive uma ansiedade dentro de mim, achava que não estava onde devia estar. Quando cheguei ao Brasil, achei o que tanto procurava e hoje tenho a certeza de que estou no lugar certo”, conta o chef. Massimo se apaixonou pelo país e não pensa mais em retornar à itália, a não ser para rever a família.

No Brasil, logo inaugurou o restaurante L’Osteria Casa Mattiazzi, eleito algumas vezes por revistas especializadas o melhor restaurante de comida Italiana da cidade. Em seu premiado currículo aparece: Chef revelação (Revista Gula 2005); organizador por dois anos consecutivos do evento Chef de família, no Pátio Savassi; organizador desde 2003, da viagem Enogastronautas à Itália; idealizador do projeto Encontro Nacional de Chefs, em BH.


Fato é que sua osteria está debutando. E, para marcar a data, o chef se preparou para realizar ao longo do ano vários eventos e jantares especiais para celebrar o aniversário da casa italiana, que começou despretensiosa, apenas como um depósito de vinhos com mesas, que constituía um pequeno bar. A série de comemorações foi aberta pelo chef romano Alessandro Narduzzi.


Narduzzi apresentou, com requinte, sua culinária clássica e rústica de Roma com toques contemporâneos. O menu servido incluiu couvert, entrada, primeiro prato, prato principal e sobremesa – explorando ingredientes como queijo de ovelha, conhecido pela boa capacidade de conservação e tradicionalmente chamado de pecorino, pimenta, lombo de bacalhau, rabada, entre outros.

Chef convidado Alessandro Narduzzi nasceu na Itália, em Viterbo, Norte de Roma. Filho de chef porchettano, especialista em porchetas, ele se formou ainda muito jovem como chef de cozinha, na escola de hotelaria da cidade. No mesmo período, já trabalhava em cozinhas de restaurantes da província e da própria família.


Com mais de 20 anos de experiência na Itália e outros países da Europa, Narduzzi ficou apaixonado pela Bahia - sentimento que ele gosta de enfatizar, especificamente pela Ilha de Itaparica, onde abriu a Pizzaria do Sandro, na Praia de Aratuba, fazendo sucesso nos verões da ilha. Em 2001, a pedido dos baianos e turistas, abriu o Restaurante La Lupa, num belíssimo casarão no Pelourinho, em Salvador, oferecendo a verdadeira culinária italiana.


O restaurante foi premiado diversas vezes como a melhor cantina italiana na cidade. Em 2005, inaugurou a pizzaria Romolo e Remo, também no Pelourinho. Em 2007, abriu a casa em outro endereço, na Ladeira da Barra, em frente à Baía de Todos os Santos. Em 2009, iniciou outro ramo de negócios, o La Lupa Eventos, oferecendo serviços de Buffet para casamentos, festivais e outras festas.


Nos próximos meses, Massimo ainda pretende convidar chefs de outros restaurantes tradicionais da capital para dividirem a cozinha da Osteria Mattiazi com ele e, em outra ocasião, fará um jantar ao lado de outros três chefs italianos cozinhando ao mesmo tempo. São eles o também veneziano Ezio Pellizon, Raffaelle Autorino, da Ilha de Ischia, na baía de Nápoles, Sul da Itália, e o romano Mattia Martelli.

 

Risoto de camarão e queijo de ovelha curado (serve duas porções)

Ingredientes

250g de filé de camarão médio; 200g de arroz arbório; 150g de tomate-uva picado; 40g de manteiga sem sal; 40g de queijo de cabra curado; 1/2 cebola picada; 1/2 copo de vinho branco; 4 colheres de sopa de azeite de oliva; 2 dentes de alho; caldo de legumes; folhas de manjericão, sal e pimenta a gosto.

Modo de fazer

Coloque no fogo o arroz arbório para risoto com a cebola picada e duas colheres de sopa de azeite de oliva. Deixe o arroz torrar no ponto certo e molhe com  meio copo de vinho branco seco. Deixe evaporar. Continue a ferver o arroz e acrescente caldo de legumes. Em uma frigideira, puxe dois dentes de alho inteiros com duas colheres de sopa de azeite, o tomate-uva picado com folhas de manjericão, sal e pimenta-do-reino a gosto. Em seguida, junte o tomate ao risoto com o filé de camarão e finalize com ajuda de mais caldo de legumes. Quando o arroz estiver no ponto, retire do fogo, junte a manteiga sem sal e o queijo de cabra curado e misture tudo até ficar cremoso. Finalize servindo o risoto com o queijo ralado, em escamas e as folhas de manjericão.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA