Tiradentes reúne até amanhã 20 mil pessoas em torno da culinária mineira

Na manhã de hoje, o secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, anuncia a participação de Minas na Feira de Frankfurt, na Alemanha, que ocorrerá entre 7 e 13 de outubro

31/08/2013 09:53

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Beto Novaes/EM/D. A Press
Público degusta no Largo das Forras iguarias produzidas por diferentes chefs (foto: Beto Novaes/EM/D. A Press)
A gastronomia latino-americana aportou em Tiradentes, no Campo das Vertentes, com o chef colombiano Juan Manuel e o argentino Fernando Rivarola, que comandaram os festins na noite de ontem. Durante a tarde, o destaque foram os pratos da cozinha contemporânea, comercializados nas tendas nos largos das Forras e do Chef. Até amanhã, cerca de 20 mil pessoas deverão apreciar a culinária mineira, assistir às apresentações culturais e conhecer a cidade histórica nesta 16ª edição do Festival Gastronomia e Cultura de Tiradentes. Na manhã de hoje, o secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, anuncia a participação de Minas na Feira de Frankfurt, na Alemanha, que ocorrerá entre 7 e 13 de outubro. O estado deverá representar a culinária brasileira no maior encontro editorial de todo mundo, que reserva espaço também para a gastronomia. No 16º ano o festival atrai turistas de todo o Brasil, como é o caso do empresário fluminense Francisco Antônio Fonseca, de 65 anos, e a mulher, a coordenadora da área de compras, Sônia Gomes, de 45. O casal participa pelo quinto ano consecutivo do evento. “O clima é muito bom. Adoramos a movimentação sem contar o leitão à pururuca que é um espetáculo”, afirmou Francisco. Para Sônia, também é oportunidade para ampliar os conhecimentos sobre gastronomia. “Como gosto muito de cozinhar, o festival é uma inspiração”, assegurou. Por sua vez, o empresário Victor de Oliveira Santos, de 29, e a noiva, a estudante Caroline Gomes, de 25, vão aproveitar a viagem para comprar o enxoval do casal, além de apreciar a culinária mineira e as combinações de sabores trazidas pelos chefs. A empresária Neusa Fonseca, de 50, e o marido, o engenheiro Laura Amorim, de 66, já reservaram espaço na agenda para vir à cidade mineira. “O ambiente, o artesanato e a culinária compõem um pacote que não consigo resistir. Todo ano, a gente vem”, disse Neusa. VARIEDADE A cozinha contemporânea e a culinária tradicional mineira se encontram no segundo fim de semana do festival. No Largo das Forras, os chefs não pararam diante do vai e vem dos turistas. A subchef Fernanda Barbosa comemorou a boa aceitação dos pratos. Em um dia, o restaurante Pau de Angu vendeu 900 refeições. No cardápio, linguiça de pernil com jiló, bolinho de mandioca com queijo e isca de fígado com jiló. “Deixamos tudo preparado. Cebola, linguiça e jiló picados. Os pratos são preparados na hora.” A chef do Lusitania, Márcia Fonseca, participa pela primeira vez no festival. Ela e o marido português, João Carlos, mudaram-se para Tiradentes exclusivamente para montar o restaurante. Para o festival, prepararam pratos com inspiração portuguesa: alheira caramelizada com calda de maçã e cebola e uma versão salgada do pastel de Belém. No lugar do creme de ovos, como na receita tradicional, foi substituído por creme de bacalhau. Um toque da cozinha contemporânea é a proposta do chef Rodolfo Mayer, do Angatu. O queijo coalho e o melaço foram combinados com presunto de Parma crocante e tomate seco, um encontro do doce do melaço com a acidez do tomate seco. Em um momento de pico, o restaurante serviu 200 pratos em um dia. “O festival é bem bacana. À noite o clima é muito gostoso, com comida e músicas boas”, afirmou Mayer.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA