Cachaça Gourmet irá mostrar receitas à base da bebida

O festival será promovido por 40 bares e restaurantes de BH e Brumadinho com duração até o dia 3 de fevereiro

por Eduardo Tristão Girão 11/01/2013 07:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Ricardo Ferna/divulgação
Quarenta marcas de aguardente serão servidas até 3 de fevereiro (foto: Ricardo Ferna/divulgação )
Amantes da “marvada”, preparem-se: até 3 de fevereiro, verdadeira maratona da branquinha terá lugar em Belo Horizonte e arredores. Em sua quinta edição, o festival Cachaça Gourmet reunirá 40 rótulos de seis estados, harmonizados e usados como ingrediente em pratos e petiscos por 40 bares e restaurantes da capital mineira e de Brumadinho. Entre as novidades está a Rota da Cachaça, que prevê visitas e degustações em engenhos.

“Cachaça pode ser harmonizada com qualquer prato e misturada a qualquer bebida. Versátil, é servida até gelada. Queremos instigar chefs a pesquisar e experimentar novas receitas e harmonizações. As cachaças com madeira, por exemplo, vão melhor com carnes exóticas. Já as brancas, que não têm madeira, combinam com peixes, frutos do mar e carnes brancas”, diz Miriam Cerutti, organizadora do evento.

A maioria das marcas é mineira. Os rótulos Onda Clara (Patos de Minas), João Andante (Passatempo de Minas), Pontal (Pirapora) e Requinte (Brumadinho) são estreantes no festival. De fora, foram selecionados as gaúchas Casa Bucco Ouro, Harmonie Schnaps, Seiva Missionária, Velho Alambique e Ponto Alto; as paulistas Sapucaia e Senzala; a fluminense Magnífica; a capixaba Dose Clássica; e a potiguar Maria Boa.

Apesar de cada casa focar em uma cachaça para participar do evento, todas venderão as 40 marcas – em dose ou garrafa. Os preços variam entre R$ 3 e R$ 15 ou R$ 15 e R$ 90, respectivamente.

Poderão ser visitados os engenhos de onde saem as marcas Segredo do Patriarca e Requinte, em Brumadinho, e Milagre de Minas, em Ouro Preto. Os passeios incluem, além do transporte, refeição em qualquer casa participante e curso de coquetéis. Os roteiros custam de R$ 78 a R$ 135.

GELEIA

Ricardo Ferna/divulgação
Filé ardente ao molho de quatro queijos, invenção do Mané e Maria (foto: Ricardo Ferna/divulgação )
Entre os aspectos interessantes do festival está o fato de que cada participante criou receita com uma cachaça diferente, oferecendo a mesma bebida como sugestão de harmonização. O usos são variados: incrementando o molho de laranja da coxinha da asa com batata (R$ 30), no Amarelim; temperando o tradicional galopé (R$ 15,90), no Medalhão & Cia; e flambando o lombo e o abacaxi da porção (R$ 29,90) que ainda leva provolone, azeitona, batata e tomate seco, no Bar do João.

A costelinha é carne mais utilizada do festival, presente em seis casas. Quase sempre a cachaça entra para flambá-la, exceto na Petisqueira do Jacaré, onde integra o molho agridoce servido como guarnição (R$ 32,90). Outros cortes suínos e a carne de sol (ou serenada) ocupam o segundo lugar em termos de popularidade entre os chefs participantes. Uma das receitas mais inusitadas é a almôndega de carne seca com manteiga de garrafa e queijo coalho ao molho de cachaça (R$ 18) servida no Bar São Benedito.

Ainda no campo das receitas menos comuns, chama a atenção a da Casa Infinita: pão de pesto com ora-pro-nóbis recheado com frango caipira marinado na cachaça e servido com redução de cachaça com semente de aroeira (R$ 39). Outros destaques: a bisteca de cordeiro com risoto de cogumelos na cachaça (R$ 47,90), do Casarão de Minas, e o bolinho de batata em crosta de parmesão recheado com geleia de morango com cachaça e acompanhado por linguiça (R$ 26), do Espírito de Porco.

Em 23 de fevereiro, as três melhores receitas (eleitas por público e júri) serão conhecidas em festa na Serraria Souza Pinto, em BH, com a presença de todas as cachaçarias e estabelecimentos participantes (que venderão versões individuais de suas receitas), além de música ao vivo.

O ingresso dá direito a beber à vontade cada uma das marcas. Em breve, as entradas estarão à venda nos bares e restaurantes participantes do evento.

CACHAÇA GOURMET
Informações: (31) 3491-4282 e (31) 9181-2770 ou pelo site do festival.



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA