Sinta-se em casa

Terroir, mistura charmosa de bar e restaurante, abre espaço para aulas e degustações

por Eduardo Tristão Girão 16/03/2012 07:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Fotos: Pedro Motta/Esp. EM/D.A Press
A chef Sabrina Campos, do Terroir, ministra aulas de gastronomia na casa (foto: Fotos: Pedro Motta/Esp. EM/D.A Press)
Sonho acalentado pela chef Sabrina Campos e pelo sommelier André Mosconi quando eram colegas na faculdade de gastronomia, o Terroir, misto de bar e restaurante, foi aberto recentemente por eles em Lourdes. Inicialmente, seria um pub, mas ao encontrarem o ponto – pequena loja no limite com o Centro –, mudaram de ideia, agregando ainda um espaço para aulas de gastronomia e harmonização, eventos e degustações no andar de cima.

O ambiente interno, pequeno, tem decoração rústica, com mesas e cadeiras de madeira e objetos vintage, incluindo uma antiga caixa registradora no balcão. A propósito, os que gostam de objetos antigos (e curiosos em geral) devem subir à sobreloja, onde fica a pequena coleção de saca-rolhas de André, que estudou na Associação Italiana de Sommeliers, no país europeu.

Não por acaso, os vinhos são o ponto forte da casa na seção de bebidas. A carta conta com 60 rótulos das importadoras Casa do Porto e Mistral. Os preços (garrafa de 750ml) começam em R$ 30 e vão até R$ 285, com muitas opções até a casa dos R$ 70. A política de preço para venda de vinho na casa estabelece margem de lucro entre 70% e 80% sobre o preço de prateleira – geralmente é de 100%.

Há também cervejas, todas da marca mineira Backer, disponíveis em long neck (entre R$ 7 e R$ 12, cada). A casa promove noites de harmonização de vinhos e cervejas com finger food para grupos de, no mínimo, quatro pessoas. Os interessados podem propor temas e formar suas próprias turmas ou se encaixar nas já existentes. Em ambos os casos, paga-se R$ 20 por pessoa, com bebidas à parte e orientação de André.

Há também aulas de gastronomia ministradas por Sabrina (R$ 80 por pessoa; bebidas à parte) também na sobreloja, de sábado a terça. O tema da aula dessa segunda-feira, por exemplo, são massas feitas exclusivamente com as mãos, sem auxílio de equipamentos: os alunos aprenderão a fazer, por exemplo, tagliatelle e ravióli. Ainda há vagas.

Fotos: Pedro Motta/Esp. EM/D.A Press
Massa caseira de manjericão com tiras de filé (foto: Fotos: Pedro Motta/Esp. EM/D.A Press)
Coxinha Entre as especialidades da casa, estão receitas desenvolvidas por Samira, como a coxinha de pato, cuja massa é feita com batata baroa (R$ 26, 10 unidades), o bolinho de frango com pequi servido com geleia de pimenta biquinho (R$ 18, 12 unidades) e a carne de panela feita com carne de lata (porco) ao molho com toque de anis estrelado (R$ 22) – o carpaccio de carne bovina e conserva de atum também são feitos lá. As lasanhas são montadas na hora e os risotos preparados somente quando pedidos.

Penne, espaguete, tagliatelle e pappardelle são produzidos pela chef no local e servidos em porções individuais com molhos de queijo (R$ 28), tomate (R$ 24), cogumelos (R$ 33) e brócolis, nozes e mel (R$ 28) ou na manteiga de ervas (R$ 23). Há sugestões temporárias, como o capellini verde (de manjericão) com tiras de filé (R$ 38, individual). Completam o cardápio algumas pedidas de carnes (acompanhamentos à parte), frios, queijos, sanduíches e sobremesas. 

Terroir
Rua São Paulo, 1.877, Lourdes. (31) 2514-7051 e (31) 8852-6199. 
Aberto de terça a sábado, das 18h às 2h.


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA