De casa nova

D'Istinto muda de endereço e renova o cardápio, mas sem perder a base italiana

por Eduardo Tristão Girão 30/09/2011 07:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Pedro Motta/Esp. EM/D.A Press
Tagliatelle com lagostins na manteiga de limão, um dos novos pratos do D%u2019Istinto, no Funcionários (foto: Pedro Motta/Esp. EM/D.A Press )
Nada como algo inesperado para mudar o rumo da situação. Depois de cinco anos funcionando num casa no Bairro Santo Antônio, o restaurante italiano D’Istinto teve de enfrentar o que seria fato mais cedo ou mais tarde: o imóvel que ocupava foi vendido para a construção de um prédio. Agora num casarão enorme, o chef e proprietário Wilson Gonzaga comemora a ampliação da cozinha e o fato de não precisar espremer as mesas, além de abrir para o almoço e ensaiar a abertura de empório gourmet no andar de baixo. E aproveitou para reformular o cardápio, claro.

Avisado em janeiro sobre a perda do ponto, logo iniciou a busca pelo novo endereço. Procurou (e se assustou com os preços) em Lourdes, mas encontrou no Funcionários: é o último casarão no cruzamento das ruas Maranhão e Aimorés (depois da demolição do antigo Bar Brasil). Dois meses de reforma geral se seguiram. No total, são 320 metros quadrados em três níveis – só a cozinha tem 50 metros quadrados, o dobro da anterior. No meio do salão de 50 lugares, aparador central esconde escada que leva ao andar de baixo (no nível da Rua Aimorés), onde o chef vai produzir e vender massas e outros produtos.

O número de entradas, pratos e sobremesas permanece o mesmo de antes (cerca de 45), mas 70% dessas opções foram renovadas. Entre os novos pratos, destaque para as massas feitas no local com ingredientes como pimenta (tagliatelle ao molho de moqueca com frutos do mar; R$ 42), cacau (ravióli de frango defumado e salteado na manteiga queimada com pecã; R$ 36) e raspa de limão (tagliatelle com lagostins na manteiga de limão; R$ 38). Tem até massa “defumada” (com adição de fumaça líquida), servida com polpetines de cordeiro e especiarias (R$ 34). Todos os pratos são individuais.

“Resolvi dar uma chacoalhada. Isso estimula a equipe. Me incomodava o tempo que certos pratos ficavam no cardápio. Alguns estão nele desde a inauguração, em 2006. Continuo trabalhando só com mulheres na cozinha e homens no salão. Eles nunca se adaptaram ao estilo da casa. Usando o clichê, diria que somos uma casa italiana contemporânea. A base é sempre italiana. A partir daí, olhamos para o mundo”, afirma Wilson.

Além das massas (produzidas a cada dois dias e sempre frescas), também são feitos lá pães, antipastos e conservas. No almoço, os pratos individuais saem por cerca de R$ 20 (individuais). Algumas pedidas são o risoto de açafrão com abobrinha e pancetta (R$ 27), a bisteca suína ao molho de vinho branco com salada de grãos e farofa de maracujá (R$ 24) e salada de folhas com tomate cereja, queijo coalho, castanha de caju e vinagrete de melaço de cana (R$ 11). Carta de vinhos com 64 rótulos (Decanter e Via Vinhos; entre R$ 44 e R$ 195, garrafa).

Aula

Com cinco meses de experiência na Itália, onde estudou no Instituto de Culinária Italiana para Estrangeiros e estagiou em restaurantes nas regiões do Piemonte e Úmbria, Wilson trabalhou na Osteria Mattiazzi por um ano, período no qual conheceu Fernando Sabino. Os dois abriram o D’Istinto em sociedade e, mais tarde, Fernando deixou a casa para se dedicar ao cargo de professor do curso de gastronomia da faculdade Estácio de Sá.

As aulas de cozinha que eram realizadas no antigo endereço foram mantidas no novo: R$ 95 por pessoa (entrada, prato principal e sobremesa), sempre às segundas-feiras (19h30). É preciso reservar lugar nas aulas, mas o aluno faz quantas quiser.

D’Istinto
Rua Maranhão, 1.123, Funcionários. (31) 3223-5327. Aberto de terça a sexta, das 11h às 15h30 e das 19h à 1h; sábado, das 12h às 16h e das 19h à 1h.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA