Peça de teatro que estreia em BH discute os ecos da tragédia de Mariana

Dirigida por Marcelo Bones e estrelada por Ângela Mourão, Bruna Sobreira e Thiago Amador, 'Lama' estreia nesta sexta-feira (1º), no Galpão Cine Horto

por Estado de Minas 01/06/2018 09:06

Denilson Gomes/Divulgação
Peça estreia no Galpão Cine Horto nesta sexta-feira (1º/6). (foto: Denilson Gomes/Divulgação)

O antes, durante e o depois de uma tragédia que não deve ser esquecida. Essa é a premissa de Lama, nova peça do Grupo Teatro Andante, que busca retratar as consequências do rompimento da Barragem do Fundão em Bento Rodrigues, distrito de Mariana.

Dirigida por Marcelo Bones e estrelada por Ângela Mourão, Bruna Sobreira e Thiago Amador, a montagem estreia nesta sexta-feira (1º), no Galpão Cine Horto.

“Fomos atravessados por Mariana. Precisávamos falar sobre um tema próximo da gente. Então começamos a trabalhar esse crime ambiental”, explica o diretor. A atriz Ângela Mourão conta que o grupo visitou os locais atingidos para compreender as reais dimensões da tragédia. “Fomos lá vivenciar, conhecer e estar junto com a população”, diz.

Além da dramaturgia, Lama traz vídeos, textos e exposição do fotógrafo Lucas de Godoy.

LAMA
Com Grupo Teatro Andante. De sexta-feira a domingo (1º a 3/6), às 20h, no Galpão Cine Horto. Rua Pitangui, 3.613, Horto. R$ 20 (inteira) R$ 10 (meia). Dias 5 e 6/6, às 10h, na Zap 18. Dias 8 a 10/6, às 20h, no Teatro João Ceschiatti. Ingressos no link

MAIS SOBRE TEATRO