Semana de Música em BH tem orquestra experimental, concertos e exibição de filmes

Fundação de Educação Artística abre hoje a 28ª edição da mostra com agenda de master classes para estudantes e profissionais e atividades para o público

por Ana Clara Brant 11/09/2017 08:00
Rafael Motta/Divulgação
O Quarteto Guignard interpreta obras de Bartók e Beethoven no concerto de abertura, hoje, na Sala Sergio Magnani (foto: Rafael Motta/Divulgação )

Em 2004, um grupo de professores decidiu criar na Fundação de Educação Artística (FEA) uma iniciativa que valorizasse a música de câmara (qualquer formação instrumental que se limite a poucos executantes). O resultado deu tão certo que passou a fazer parte do calendário de eventos regulares da instituição e hoje inicia sua 28ª edição. “Quando se cria algo, nunca se sabe se vai render ou não. A gente não tinha ideia de que ia vingar. Todo mundo gostou tanto que, em vez de esperar um ano para realizar outra, decidiram fazer uma por semestre. E aí está”, diz a fundadora e presidente da fundação, a pianista Berenice Menegale.

Até domingo (17), a Semana de Música de Câmara oferecerá atividades como master classes, exibição de filmes, orquestra experimental e concertos. Berenice classifica o evento como um espaço para o convívio e o intercâmbio de músicos profissionais e estudantes, que proporciona o aprimoramento artístico, a formação de público e a difusão da música de concerto. “É um período de imersão e aprendizado, que foi abraçado por musicistas da cidade, do interior e até de outros estados. Vários professores que moram fora fazem questão de participar e ministrar suas aulas. Mesmo sendo por pouco tempo, há um impulso e um estímulo extraordinário aos músicos”, afirma.

OUVINTES O aperfeiçoamento instrumental desta edição vai abranger master classes de instrumentos e de grupos de câmara com professores especialmente convidados nas áreas de violino (Götz Hartmann), viola (João Carlos Ferreira), violoncelo (Márcio Carneiro) e contrabaixo (Marcos Lemes). “Muitos músicos profissionais que estão se destacando hoje passaram pela nossa Semana. Alguns chegaram a participar de mais de uma edição. Um aspecto interessante é que quem quiser estar presente apenas com ouvinte, basta se inscrever”, avisa a presidente da FEA. A inscrição para ouvintes custa R$ 25.

No concerto de abertura, às 20h30 de hoje, o Quarteto Guignard – batizado em homenagem ao pintor fluminense que ficou famoso por retratar paisagens mineiras – vai interpretar obras do compositor húngaro Bela Bartók (1881-1945) e do alemão Ludwig van Beethoven (1770-1827). Formado pelos instrumentistas Rodrigo Bustamante e Joana Bello (violinos), Gerry Varona (viola) e Camilla Ribeiro (violoncelo), o grupo nasceu neste ano e colabora com um projeto de difusão cultural pelo interior, levando a música de câmara a várias cidades e comunidades de Minas Gerais.

“A música de câmara ganha cada vez mais destaque em Belo Horizonte, sobretudo após o surgimento da Orquestra Filarmônica e da Sala Minas Gerais. É um trabalho que tem respingado em toda a capital e faz aumentar o nível de qualidade”, avalia Bustamante. Nascido em Belo Horizonte, aos 18 anos o violinista se mudou da capital mineira para o Rio Grande do Sul, onde se formou. Na capital gaúcha, tornou-se spalla da Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro. Em 2012, voltou para BH, a convite da Filarmônica de Minas Gerais, onde faz parte do grupo de Primeiros Violinos. Antes do Guignard, o músico integrou um outro quarteto, o Libertas, que, ao longo de cinco anos, chegou a realizar cerca de 100 concertos. “BH gosta da música camerística, daí a importância dessa Semana, que é um evento único”, diz.

28ª Semana de Música de Câmara da Fundação de Educação Artística
Até domingo (17), na Sala Sergio Magnani (Rua Gonçalves Dias, 320, Funcionários. (31) 3224-1744)  Master classes, exibição de filmes, orquestra experimental e concertos.

 SETE DIAS DE ATIVIDADES
Confira a programação da 28ª Semana de Música de Câmara


Master classes
Violino: Götz Hartmann (Alemanha)
Viola: João Carlos Ferreira (Brasil)
Violoncelo: Márcio Carneiro (Brasil/Suíça)
Contrabaixo: Marcos Lemes (Brasil)
Inscrições: R$ 90 (para estudantes), R$ 180 (para profissionais) e R$ 25 (para ouvintes). Formulário de inscrições em https://goo.gl/8URCZz

Concertos
» Hoje (11), 20h30
Quarteto Guignard: Rodrigo Bustamante e Joana Bello (violinos), Gerry Varona (viola) e Camilla Ribeiro (violoncelo). Obras de Béla Bártok (Quarteto nº 2) e Beethoven (Quarteto op.18 nº 3). Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Para alunos e professores da FEA: R$ 5.

» Amanhã (12), às 21h
Ensemble Villani e Quarteto Boulanger. Concerto de Brandemburgo Nº 6, de J.S Bach, e obras contemporâneas de
Harry Crowl. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Para alunos e professores da FEA: R$ 5.

» Sábado (16), às 11h
Orquestra Experimental e Grupos de Câmara. Obras de J. S. Bach e de O. Respighi, com regência de Götz Hartmann (foto). Entrada franca.

» Domingo (17), às 11h
Concerto de encerramento com Götz Hartmann (violino), João Carlos Ferreira (viola), Márcio Carneiro (violoncelo) e Eduardo Hazan (piano). Obras de J. S. Bach e W.A. Mozart.  Ingressos: R$ 20 R$ 10 (meia). Para alunos e professores da FEA: R$ 5.

Cinema
» Quarta (13), às 17h
Melodia das noites brancas, de Serguei Soloviev (Rússia, 1976/
97min). Entrada franca.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE MUSICA