Boca Rosa e Fred abordam amor livre e maternidade: 'Mudaram a minha vida'

'Uma das nossas virtudes é que a gente conversa muito', contou o atleta

Reprodução/Instagram
Bianca Andrade e Fred (foto: Reprodução/Instagram)

Em entrevista cedida ao UOL Bianca Andrade  e Fred comentaram a nova vida como papais do Cris , nascido há dois meses. Durante o bate-papo, o casal também falou sobre o amor livre e como o filho impactou na nova rotina deles.

"A maternidade e o casamento mudaram a minha vida completamente. É realmente uma realização que nem eu esperava que fosse acontecer tão rápido e dar tão certo. A gente junto é muito mais forte do que cada um sozinho. Eu nunca acreditei nesse tipo de coisa, porque achei que talvez nunca fosse viver esse tipo de amor" , conta  Bianca

"Transformou nosso jeito de pensar, de viver, nossos objetivos, a gestão do nosso tempo, das nossas tarefas. Nós tínhamos vidas muito diferentes do que a gente vive hoje. Solteiros, cada um separado vivendo sua vida, era intenso. E agora é intenso com o baby"

Fred

 

No começo do relacionamento, o casal levantou a bandeira do amor livre, sem se prender aos rótulos. Com o tempo e a convivência, o amor se transformou, mas até hoje eles ainda prezam pelo diálogo e a liberdade.  "Uma das nossas virtudes é que a gente conversa muito. Os dois eram dois "loucões" e para um "prender" o outro, num bom sentido, teve que ser de forma gradativa. Se não, seria uma mudança muito brusca" , explica  Fred

"São fases. A gente tem que saber se respeitar. Na época, nenhum dos dois queria um relacionamento, mas sempre se amou muito. Isso é amor livre: não se encaixar numa caixinha que a sociedade impõe. É amar do nosso jeito, não se prender a nada. A gente quer totalmente o contrário de um prender o outro. Não é sobre prender, e sim preencher"

Bianca Andrade

 

Através de seu canal no Youtube,  Boca Rosa  lançou o documentário "Mãe Na Real" , uma série de vídeos compartilhados que acompanha seu dia a dia como mãe. "Invisibilizam muito as mães. É sempre tudo muito romantizado. A mãe tá linda, feliz, alegre. A gente não está sempre feliz. E quando a gente está triste, a gente se culpa, se sente mal. E não podemos contar pra ninguém porque se contamos, dizem que somos ingratas como mães. As mães me abraçaram e a gente começou a conversar de maternidade real, com problemas que devem ser expostos para que respeitem a gente" , finalizou a influenciadora. 

 

Erro ao renderizar o portlet: 0000 - Main - Vitrine

Erro: