Polícia investiga carta enviada a Meghan Markle e Harry contendo pó suspeito

A Scotland Yard ainda investida se a substância teria antrax, mas uma análise indicou que a substância não é prejudicial à saúde

por Estado de Minas 22/02/2018 12:31
Daniel Leal-Olivas/AFP
Casamento está marcado para maio e deve contar com segurança de alto nível. (foto: Daniel Leal-Olivas/AFP)
A Scotland Yard, central de polícia de Londres, no Reino Unido, interceptou, na última semana, uma carta endereçada ao casal príncipe Harry e Meghan Markle contendo um pó branco suspeito. A correspondência foi enviada no dia 12 de fevereiro e apreendida no St. James Palace, centro de Londres, sem chegar às mãos do casal. 

De acordo com o jornal Evening standart, o departamento de polícia investiga se a substância teria antrax - doença infecciosa causada por uma bactéria. No entanto, uma análise preliminar do pó indicou que a substância não é prejudicial à saúde

Além disso, a carta continha uma suposta mensagem de cunho racista. Meghan é a primeira afrodescentende a chegar à família real britânica. Antes de ficar noiva de Harry, Meghan tinha uma carreira como atriz e modelo nos Estados Unidos. 

Em um comunicado enviado ao jornal The Guardian, a Scotland Yard confirmou que a polícia está investigando o caso. ''A substância foi testada e se confirmou como não suspeita. Os oficiais também estão investigando uma denúncia relacionada ao mesmo pacote. Não houve prisões e a investigação continua''. 

A polícia não descarta a possibilidade da carta estar relacionada com uma mesma encomenda recebida pelo Secretária de Estado do Reino Unido, Amber Rudd. Embora também considerada inofensiva, a polícia acredita que há conexão entre os dois casos

O casamento entre Meghan e Harry está marcado para acontecer no dia 19 de maio. A cerimônia acontecerá na Capela de Saint George, no Castelo de Windsor, e deve contar com um alto nível de segurança, já que os dois pretendem fazer uma procissão até o local do casório. 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS