Latino revela dificuldade ao posar pelado para revista: 'Não fiquei duro'

Cantor contou que quase precisou devolver cachê por não ter ficado excitado ao fazer as fotos sensuais

Reprodução/YouTube/Montagem
Latino (foto: Reprodução/YouTube/Montagem)

Nos anos 2000, Latino causou polêmica ao posar pelado para a G Magazine, revista erótica destinada ao público LGBTQIA. Na época, ele revelou que estava com muita vergonha, mas que a necessidade falou mais alto.

No entanto, ele confessou em entrevista ao Bulldog Podcast , no YouTube, comandado pelos apresentadores Tuka Carvalho e Samira Ponce, que teve um certo problema para conseguir se soltar, e ficar à vontade. O  cantor  não conseguia ficar de pênis duro.

 

"Os caras me deram R$ 200 mil para colocar o p**** pra fora e eu já fiz isso tantas vezes de graça. Foi esse o pensamento. Eu precisava quitar o apartamento de uma filha minha ou dar de entrada, não lembro direito agora, e eu pensava 'vou colocar o pinto pra fora e vou levar essa grana', mas eu não estava pensando nas consequências disso", afirmou.

 

Por contrato, ele precisava deixar seu membro ereto, mas a tensão no estúdio fotográfico tomou conta e quase não deu certo.

 

"Pensei que seria fácil, era só tocar uma ‘bronha’ e pronto. Só sei que não fiquei de p*u duro. O dia inteiro com o p** meia bomba, fiquei desesperado. Aí tem o maquiador, o cara que liga a luz, o câmera, o fotógrafo, segurança. Como que eu ia conseguir ficar excitado numa situação dessa? Quando você aceita fazer, assina o contrato, tem uma cláusula de que o pênis tem que ficar ereto", questionou.

 

No segundo dia de filmagens, os produtores do projeto, contrataram uma modelo para 'animar' o  artista  e conseguir fazer as imagens.

"Ele me deu um shake afrodisíaco e arrumaram uma menina pra mim. Sexo é tudo na cabeça, se você se concentrar, consegue. Mas naquela situação ali, não dava. A menina teve que trabalhar em cena para eu conseguir fazer as fotos".

Latino

Latino completou o relato dizendo que por pouco não precisou devolver a grana devido ao 'imprevisto'. "Se chegasse no terceiro dia e eu não conseguisse que o menino levantasse, eu ia ter que devolver o dinheiro", finalizou.

 

Confira, abaixo, a entrevista na íntegra: