Plantão do 11 de setembro interrompeu TV Globinho? Youtubers explicam

História famosa de que emissora estava exibindo desenhos é muito contada por quem acompanhou atentado pela TV

Montagem
Dragon Ball Z foi interrompido por plantão do 11 de setembro? Saiba a verdade (foto: Montagem)
 

Era manhã de terçafeira do dia 11 de setembro e o brasileiro estava, como sempre, muito atento ao que passava pela TV. De repente, diversos plantões jornalísticos anunciavam a tragédia envolvendo os edifícios do World Trade Center, atacados por aviões pilotados pelo grupo terrorista al qaeda, matando quase três mil pessoas, entre civis e terroristas que sequestraram as aeronaves.

 

Dito isso, muitas pessoas contam até hoje que estavam assistindo Dragon Ball Z na extinta TV Globinho, quando o famoso plantão Global anunciou o ocorrido. Essa história, que não é verdadeira, foi tão difundida que, já ocupa, para muitos, o posto de lenda urbana nacional. Ciro Hamen e Matheus Laneri, do canal Brasil que Deu Certo, fizeram um vídeo desmentindo a falácia e trazendo a verdade sobre aquela manhã que jamais será esquecida.

 

"O primeiro avião se chocou com a primeira torre às 9:45, no horário do Brasil. E para noticiar o que acontecia, a Globo entrou com o plantão, cerca de cinco minutos depois, com o Carlos Nascimento. Nem se sabia ainda que era um ataque terrorista", disse Hamen.

 

Matheus, parceiro de Ciro no canal, contou o que estava passando de fato neste horário quando tudo aconteceu: "Estava passando simplesmente a faixa infantil da Globo, o programa da Angélica, o Bambuluá". Os youtubers explicaram que a TV Globinho não era independente mas, sim, um quadro dentro do programa da loira.

 

"Era um grande programa e, dentro dele, havia a TV Globinho. Que não era separada, como se tornou, anos depois. Angélica estava lá, fazendo o trabalho dela, e estava rolando o programa. Aconteceu o atentado, entrou o plantão, depois teve outro com o segundo ataque", pontuou.

Acervo/Globo
Angélica nos tempos de apresentadora do Bambuluá (foto: Acervo/Globo)
 

A dupla foi reconstruindo a linha do tempo da grade global: Bambuluá entrava no ar a partir das 9:30 da manhã, logo após o Mais Você, 10 minutos antes do primeiro plantão. O ainda quadro TV Globinho passava por volta de 10:30. Os dois usaram como base a reportagem de Gabriel Vaquer (UOL, Notícias da TV).

 

"A Globo deu seu primeiro plantão, que foi rápido, e voltou com a programação normal. Só que aí, pelas 10 horas da manhã, pouco antes do segundo avião se chocar, toda a programação foi interrompida", disse Ciro.

Os desenhos mais importantes passavam a partir das 11, que era o horário em que a criançada estava começando a retornar da escola. Entre eles, Dragon Ball, Digimon e Power Rangers. Não tinha como ele ser interrompido, porque ele começava bem mais tarde do que esse segundo plantão, que não saiu do ar por cinco horas.

Ciro Hamen

 

Alguns indícios de como a lenda foi criada

O fato de Dragon Ball Z ser um desenho muito querido pelos brasileiros já poderia explicar como essa mentira contagiou tantas pessoas. Mas Ciro e Matheus explicam com detalhes o que pode ter levado a história tão longe. Quem conta a história de que o desenho foi interrompido, diz que um momento crucial da trama estava acontecendo na hora: a transformação de Goku (protagonista) em um novo nível de Super Saiajyn.

Reprodução/Twitter
Goku como Super Sayajin 3 (foto: Reprodução/Twitter)
 

"A Globo começou a passar o Dragon Ball Z a partir do dia 23 de julho, na saga de Majin Boo (vilão da trama). E aí, alguma pessoa com tempo livre, pensou: 'no dia 23 estreou o desenho. Até 11 de setembro, deu x episódios'. E, justamente, no dia 11 de setembro, era o dia em que Goku iria virar o Super Saiajyn 3. A que fez isso tem bastante tempo livre", brincou Matheus. Confira o vídeo completo: 

Erro ao renderizar o portlet: 0000 - Main - Vitrine

Erro: