Star wars: como entender a saga sem ser fã?

Com mais um lançamento da franquia chegando, quem nunca viu os filmes acaba por fora do assunto da semana. Te ajudamos a entender sem precisar assistir nada

por Estado de Minas Pedro Galvão 13/12/2017 15:36

PxHere/ CC/ Reprodução
(foto: PxHere/ CC/ Reprodução )
Para quem ama Star wars, a semana mais esperada do ano finalmente chegou. Oitavo episódio da saga, Star wars: Os últimos jedi estreia nessa quinta-feira (14/12). Porém, para quem nunca teve a chance ou o interesse por assistir nenhum dos filmes, os dias podem ser terríveis, com um monte de gente falando sobre jedi, naves, sabre de luz e várias coisas das quais você não faz ideia do que se trata, ou simplesmente não compreende porque as pessoas são tão loucas com isso.

 


Para te ajudar a entender do que se trata esse assunto que mexe com a cabeça de tanta gente, preparamos um guia rápido de sobrevivência:

 

Do que se trata? De uma história que se passa há muito tempo, em uma galáxia muito distante, formada por planetas de todos tipos: desérticos, super habitados e selvagens, mas todos com a licença científica para ter a mesma gravidade e atmosfera igualmente habitáveis.

 

Ficção científica? Não! Star wars é uma história de fantasia que engloba elementos batidos na literatura e no cinema, como romance, drama, humor e luta entre bem e mal. O centro da trama é uma disputa política entre um império tirano e ditatorial e um grupo libertário. O enredo é permeado pela tragédia pessoal de Anakin Skywalker, um jedi (do bem) que sucumbe ao Lado Sombrio da Força (do mal) se transformando no vilão Darth Vader, que é um dos líderes do Império Galático.

 

Afinal, quem são os Jedi? "Jedai" na pronúncia correta. São defensores da paz e da justiça e usam o poder do lado luminoso da força. Seus inimigos, os Sith, a controlam pelo sombrio, ou negro, associados à raiva e à vingança.

 

Força? É uma espécie de super poder.

 

Aliens e naves? A história é protagonizada por humanos, alienígenas (não necessariamente verdes, nem com antenas, nem malvados) e robôs. Espaçonaves velozes permitem viagens acima da velocidade da luz entre os planetas e as armas de laser, tanto espadas, como rifles, são usadas nos combates.

 

Por que novos filmes, depois de tanto tempo? A Disney comprou a Lucasfilm, do criador de tudo, George Lucas, em 2012, disposta a produzir novos longas e explorar a marca comercialmente (como você pode observar nas lojas de roupas e brinquedos). A nova trilogia, iniciada com O despertar da força (2015) e continuada agora, narra eventos que se passam 30 anos depois da história contada nos seis filmes anteriores, mas com uma temática bem parecida (império, rebeldes, jedis, sith, lado sombrio, lado negro, drama pessoal, família,etc.)

 

Então são oito filmes? Sim. Os três primeiros lançados entre 1977 e 1983. Entre 1999 e 2005 foram lançados outros três, mas que contavam a origem daquela primeira história. Ou seja, cronologicamente, os filmes de 2015 e 2017 continuam a história terminada em 1983, enquanto os de 99 a 2005 precedem o filme de 1977. Você tem curiosidade de saber em qual ordem assistir? Nós explicamos tudo aqui.

 

Mais histórias além dos filmes? O complexo universo criado por George Lucas, com dezenas ou centenas de planetas, personagens, criaturas e histórias inspirou fãs e outros autores a criar novas tramas, extra-oficiais, sobre o tema. É possível encontrar livros, quadrinhos e animações que contam outras narrativas sobre Star wars. Por isso, a trama dos sete episódios lançados no cinema até hoje é chamada de “canônica” ou simplesmente “cânone”.

 

Deu para entender melhor? Se ainda não foi suficiente para entender todas as piadas e referências que você vê por aí sobre o assunto, listamos os elementos da trama deles para você saber o que é o quê. Basta clicar e conferir:

 

 

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA