Veja quatro dicas para controlar a ansiedade

A pessoa extremamente ansiosa tem sua vida limitada por causa de dores musculares, dor de cabeça, acorda geralmente cansada e apresenta déficit de memória

por Estado de Minas 02/02/2016 11:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
A ansiedade é um grande mal mental e físico, em que o indivíduo é tomado pelas sensações de agonia e aflição. Apesar de ser um sinal de alerta para uma situação frustrante, a pessoa extremamente ansiosa tem sua vida limitada por causa de dores musculares, dor de cabeça, acorda geralmente cansada e apresenta déficit de memória. Segundo o psicólogo e palestrante motivacional Eraldo Melo, a ansiedade é um dos grandes vilões da era moderna. “Essa sensação agoniante pode prejudicá-lo muito e limitar sua vida. Por isso, é necessário estar em um equilíbrio emocional para saber administrar o cotidiano estressante que qualquer pessoa pode ter”, afirma. Para controlar a ansiedade, Melo dá quatro dicas:

Seja positivo: pensar positivamente é uma ótima estratégia de motivação. O negativismo é uma maneira de diminuir ainda mais o psicológico de qualquer pessoa. Pense que tudo vai dar certo, porque isso vai atrair coisas boas.

Diminua seu estresse: ao lado das tarefas diárias e do trabalho, busque fazer alguma atividade física ou simplesmente relaxar em casa, tirando o foco dos pensamentos das obrigações e problemas.

Foque no presente: a ansiedade é um mal que vem do futuro, ao contrário de traumas, que são situações frustrantes ocorridas no passado e que são lembradas constantemente, principalmente pelos ansiosos. Não adianta se preocupar com o que ainda não ocorreu. E o passado, passou.

Seja inteligente emocionalmente: a inteligência emocional é um conjunto de habilidades emocionais e comportamentais que contribuem para o desenvolvimento de vários aspectos do indivíduo, como o autoconhecimento, autocontrole, motivação, produtividade, criatividade e capacidade de lidar com problemas, entre muitos outros. Ou seja, ser inteligente emocionalmente significa ser capaz de conhecer suas habilidades e também seus pontos fracos. Aceitar essas limitações pode ser um passo de extrema importância para você conseguir manter um equilíbrio psicológico e não cair no medo e na apreensão de realizar alguma coisa.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA