Quer ter um abdômen chapado? Exercício não é tudo

Equilíbrio entre alimentação e exercício pode ser a chave para quem pretende definir a barriguinha

por Ailim Cabral 28/07/2015 16:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Zuleika de Souza/CB/D.A Press
Mariana Medeiros malha cinco vezes por semana e diversifica as atividades para manter a barriga chapada (foto: Zuleika de Souza/CB/D.A Press)

O único caminho para o abdômen perfeito é passar o dia inteiro em uma louca sequência de abdominais, certo? Nem sempre. A prova viva de que é possível conquistar uma barriga chapada ou definida a partir de outros métodos é a servidora pública Mariana Medeiros Nóbrega, 30 anos, que confessa comer sanduíches e beber vinho nos fins de semana e ainda assim tem um tanquinho de causar inveja em muito atleta.

Mariana pratica esportes desde criança. O preferido sempre foi a natação. “Nunca fui de ficar parada. Mas quando criança e adolescente, era só nos esportes mesmo.” Depois dos 18 anos, a musculação entrou na rotina de Mariana e nunca mais saiu. Atualmente, a servidora pública malha cinco vezes por semana. Antes, todos os dias eram dedicados à musculação. Há seis meses, Mariana pratica crossfit três vezes por semana.

Mas quando ela faz abdominais? A resposta surpreende, já que o tradicional exercício não faz parte da rotina diária. Mariana explica como pode ter a barriga tão sarada. “Sendo muito sincera, eu não posso descartar a genética, mas acho que o meu segredo é o equilíbrio. Durante a semana, malho religiosamente todos os dias e tenho uma alimentação regrada. Não faço sequências intensas de abdominal, mas todos os exercícios trabalham o abdômen”, afirma.

O professor de educação física e personal trainer Victor Alexandre de Oliveira Silva concorda com Mariana. Ele explica que não existe milagre nem uma “sequência seca barriga” como alguns anúncios prometem. “Não adianta dizer que tem um exercício mágico para ter o melhor abdômen do mundo, mas uma combinação de fatores e diferentes tipos de atividade”, explica.

Segundo Victor, o objetivo da pessoa é o que determina o tipo de exercício que deve fazer. “Há alunos que querem a hipertrofia, outros somente a definição e isso altera a rotina que deve ser feita. O abdome sustenta o corpo o dia todo e existem características diferenciadas, por isso precisa de exercícios específicos, não necessariamente o tradicional”, explica. Movimentos com amplitude total e que trabalhem toda a região central do corpo são os ideais, mas quem prefere o abdominal ou a barra não precisa se preocupar, eles continuam fazendo o efeito, só não são obrigatórios.

Para ele, quem nunca treinou pode fazer qualquer rotina abdominal, aliada à nutrição correta, e vai conseguir um resultado bom. O importante é mudar o método de treinamento conforme o corpo vai se adaptando. “Se continuar sempre o mesmo exercício, o progresso vai estagnar. Quem quer aquele abdome trincado precisa continuar buscando formas de estimular o músculo”, afirma.

Zuleika de Souza/CB/D.A Press
(foto: Zuleika de Souza/CB/D.A Press)


Apesar da importância dos exercícios, Victor acredita que a barriguinha sarada “não começa na academia, mas na cozinha”. E é aqui que está um dos segredos de Mariana, uma alimentação balanceada. De segunda a sexta, a rotina segue uma dieta regrada. Tapiocas, queijos magros, carnes grelhadas e muitas frutas são os companheiros inseparáveis de Mariana. O almoço farto, com folhas, proteína e carboidrato, é o que ajuda a manter a sensação de saciedade ao longo do dia. O acompanhamento com a nutricionista também não pode faltar.

O nutricionista Murilo Pereira afirma que a alimentação saudável e equilibrada é a base para ter um corpo sarado. Além disso, no entanto, ele afirma que existem técnicas e dietas capazes de acelerar o processo. “Podemos usar estratégias de nutrição para obter um resultado mais específico, como usar alimentos que estimulam a produção do hormônio GLP-1, um dos grandes responsáveis pela queima de gordura no abdome”, destaca.

Uma das opções é trocar as fontes alimentares de gordura animal e de gordura saturada por gordura vegetal. As emulsificadas, com açúcar, devem ser evitadas a todo custo, pois são os principais vilões, principalmente para aqueles que estão perseguindo um abdômen sarado. Além disso, chás nutricionais com efeitos termogênicos também ajudam na conquista do tanquinho. Murilo ressalta a importância da água. “A ingestão hídrica correta é fundamental, não pode faltar”, acrescenta.

Apesar da alimentação regrada, com acompanhamento nutricional e da rotina intensa de exercícios, Mariana brinca ao dizer que seu segredo é o fim de semana livre da academia e com chocolates, sanduíches, massas e vinhos. “Aos sábados e domingos, aproveito para relaxar e deixar o meu organismo absorver todo o esforço que fez durante a semana. Acho que não é para ser oito nem 80. O equilíbrio é a chave para um corpo saudável e bonito”, afirma. A servidora afirma não ter “frescuras” e se permite relaxar, mas sem negligenciar o corpo e a alimentação. “Não dá para ser neurótica e chata com o que como 24 horas por dias, nem comer somente bobagem”, brinca.

Fique ligado!

Confira algumas dicas para conquistar o abdome dos sonhos:
Alimentação regrada
Insira grelhados na dieta
Aumente a ingestão de peixes
Troque a gordura animal por gordura vegetal e consuma frutas como abacate, além de castanhas e amêndoas
Evite alimentos industrializados
Consuma chás com gengibre como termogênico
Beba bastante água

Rotina de exercícios recomendada por um profissional da área
Faça exercícios que trabalhem a área abdominal, mas não abra mão daqueles que movimentem o corpo como um todo
Busque atividades adequadas ao condicionamento físico, pois é necessário causar estresse nos músculos, mas não é saudável ultrapassar limites físicos

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA