Assassinatos em massa podem ser contagiosos

Cientistas examinaram dados de 1998 a 2013 de tiroteios em estabelecimentos educacionais e outros assassinatos em massa em instituições norte-americanas

por AFP - Agence France-Presse 03/07/2015 11:54

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução Internet
Dylan Roof, de 21 anos, é suspeito do tiroteio que matou nove pessoas que estavam na Igreja Metodista Episcopal Africana Emanuel, em Charleston, nos Estados Unidos (foto: Reprodução Internet )
Os assassinatos em massa nos Estados Unidos podem ser contagiosos, garante um estudo divulgado nesta quinta-feira (02/07) segundo o qual toda tragédia mortal pode aumentar as chances de que outra aconteça logo em seguida.

Os cientistas examinaram dados de 1998 a 2013 de tiroteios em estabelecimentos educacionais e outros assassinatos em massa em instituições norte-americanas, de acordo com pesquisa publicada na revista PLoS ONE.

Os crimes em que quatro ou mais pessoas foram mortas "criaram um período contagioso que durou 13 dias", afirmou o estudo. "Cerca de 20 a 30% dessas tragédias parecem acontecer por contágio".

Pesquisas anteriores descobriram que os suicídios podem ter essa qualidade contagiosa entre os jovens, particularmente quando divulgam detalhes do método utilizado.

O contágio é identificado após "a observação de padrões de diversos eventos acumulados ao longo do tempo, e não de eventos vistos isoladamente no tempo", disse a principal autora do estudo, Sherry Towers, professora do Centro de Ciências Matemáticas, da Computação e Modelagem da Universidade do Arizona.

Towers se interessou pelo problema no ano passado quando visitou a Universidade de Purdue, onde ocorreu um tiroteio e um esfaqueamento que deixou um estudante morto.

"Eu percebi que tinha havido três outros tiroteios em instituições educacionais na semana anterior e me perguntei se isso foi apenas um acaso estatístico, ou se de alguma forma, através da mídia, esses eventos involuntariamente plantaram a ideia em pessoas vulneráveis para um curto período de tempo", disse a professora.

O estudo não analisou as razões para o tiroteio.

"Embora não possamos determinar qual tiroteio em particular foi inspirado por pensamentos plantados inconscientemente, a análise nos ajuda a compreender aspectos da complexa dinâmica que pode estar subjacente a esses fatos", explicou Towers.

Nos Estados Unidos ocorre um ataque massivo com armas de fogo a cada duas semanas em média. Além disso, os tiroteios em escolas ou universidades tendem a ocorrer uma vez ao mês, segundo o estudo.

Os estados com leis mais flexíveis sobre o porte de armas de fogo têm uma taxa maior de assassinatos em massa, explicou o texto.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA