Cinco medicamentos para tratamento do transtorno bipolar são incorporados ao SUS

A expectativa é que em 2015 cerca de 270 mil pessoas sejam beneficiadas com o tratamento

por Agência Brasil 10/03/2015 10:17

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
SXC.hu
Clozapina, lamotrigina, olanzapina, quetiapina e risperidona deverão estar disponíveis no SUS para tratamento do TDAH (foto: SXC.hu)
O Ministério da Saúde incorporou os medicamentos clozapina, lamotrigina, olanzapina, quetiapina e risperidona para o tratamento do transtorno bipolar no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). A portaria com a decisão foi publicada na edição desta terça-feira (10/03) do Diário Oficial da União e entra em vigor hoje.

Clozapina, lamotrigina, olanzapina, quetiapina e risperidona são remédios usados para outros fins na rede pública, mas devem estar disponíveis também para esse transtorno afetivo. A expectativa é que em 2015 cerca de 270 mil pessoas sejam beneficiadas com o tratamento. O investimento este ano será cerca de R$ 90 milhões com os medicamentos.

O Ministério da Saúde deve publicar esta semana as diretrizes terapêuticas para o diagnóstico, tratamento e acompanhamento do transtorno bipolar. A forma mais grave da doença afeta cerca de 2 milhões de brasileiros.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA