Ioga facial é aliada no rejuvenescimento e deixa a expressão do rosto mais saudável

Jennifer Aniston e Gwyneth Paltrow usam a ioga, técnica milenar que surgiu na Índia há mais de 5 mil anos, para manter o rosto mais jovem

por Zulmira Furbino 24/08/2014 07:20

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução Facebook
Jennifer Aniston e Gwyneth Paltrow usam a técnica para deixar o rosto mais jovem (foto: Reprodução Facebook)
Imagine-se diante do espelho sorrindo, fazendo caretas e massagens no rosto. Rídiculo? Para algumas mulheres pode ser, mas para famosas como as atrizes americanas Jennifer Aniston e Gwyneth Paltrow não. Ambas usam a ioga, técnica milenar que surgiu na Índia há mais de 5 mil anos, para manter o rosto mais jovem. Com a prática, é possível tonificar 57 músculos da face e irrigar a pele, mantendo uma aparência jovem e adiando a necessidade de procedimentos invasivos na face por muitos anos. A ideia é que os exercícios faciais podem fazer pelo rosto o que o treino pode fazer pelo corpo, transformando a expressão de cansaço numa expressão cheia de vida.



Para alcançar tais objetivos são necessários disciplina e tempo, orienta a presidente da Associação Mineira de Yoga (Amyoga) e coordenadora do Instituto de Yoga de Belo Horizonte, Fátima Macedo. Segundo ela, 20 minutos diários são suficientes para irrigar a pele e tonificar os músculos do rosto. De acordo com ela, os resultados dependem basicamente de 16 exercícios que aliam movimentos faciais, massagens e respiração. “Tudo começa pela manhã, depois de acordar, com um sorriso diante do espelho. O sorriso relaxa a musculatura do rosto e libera endorfina, descontraindo também as têmporas.”

Segundo ela, é possível notar a diferença imediatamente após os exercícios, mas com a prática constante a fisionomia do rosto é renovada, os olhos ficam mais vivos, a pálpebra menos caída e a elasticidade da pele do rosto melhora sensivelmente. Os exercícios são feitos com a mão, puxando a pele, e também com movimentos faciais e dos olhos. Mas o ideal mesmo é que a prática seja feita com a ioga tradicional. “Na sala de aula, é possível aprender as técnicas corretas e também estimular a disciplina diária. Dessa forma, uma pessoa fica muito mais saudável e, ao mesmo tempo, passa por um rejuvenescimento intenso”, justitifica.

Terezinha Marta Gonçalves de Souza é professora de ioga e também já aplicou a técnica como um complemento durante as aulas. “Nunca dei cursos específicos, mas são exercícios que ativam a circulação sanguínea periférica e realmente trazem resultados”, sustenta. De acordo com ela, porém, muitos outros profissionais podem ter acesso a esse tipo de ginástica facial. “O que diferencia nosso trabalho (da ioga) é fazer essa prática com uma respiração correta e com consciência. Acreditamos que isso traz mais resultados do que simplesmnte estar na frente do espelho para melhorar a aparência física”, observa. Ela explica que o relaxamento das arcadas dentárias não deixa que a pele desça muito, por isso existem muitos exercícios labiais, para tireoide e para engolir. “Tudo isso rejuvenesce o rosto.”
Euler Junior/EM/D.A Press
Terezinha Marta e Fátima Macedo durante aula de ioga facial (foto: Euler Junior/EM/D.A Press)

TREINO DIÁRIO
O mestre em ioga Victor Lino começou a dar aulas de ioga facial em 2006, em São Paulo, atendendo a pedidos de algumas alunas que solicitavam uma prática focada no rosto. Diante disso, ele selecionou cerca de 20 exercícios que podem ser feitos em meia hora. A ideia é que o treino seja diário ou, no máximo, em dias alternados. “A circulação melhora e vai haver mais sangue, oxigênio e nutrientes no rosto. Isso faz com que a pele naturalmente fique mais bem nutrida e forte, sofrendo menos com os impactos da poluição e do vento. Assim, o rosto vai envelhecer mais lentamente”, explica. Além disso, de acordo com ele, os alongamentos garantem o fortalecimento da musculatura, o que transforma um rosto de aparência caída num semblante mais firme.

“Levando mais energia para o rosto e para a cabeça, consequentemente será possível relaxar mais essas partes do corpo. Com toda a cabeça mais relaxada, as rugas de expressão e aquelas que surgem do nervosismo devido às emoções negativas repetitivas ao longo da vida já não serão agravadas, deixando de pesar na aparência do rosto”, observa Lino. Exemplo disso é a mania de franzir a testa repetidamente quando nos sentimos indignados por algum motivo. “Se você está tranquilo e consegue o melhor da vida, não vai reagir a essas situações e assim deixará de reforçar as rugas de expressão”, resume.

Mestre Victor Lino defende, no entanto, que a prática da ioga vá além das questões ligadas à vaidade. Por isso mesmo, ele, que chegou a montar um vídeo com os ensinamentos sobre ioga facial, no qual combinava a prática convencional de ioga com um treino de 20 minutos para o rosto, acabou desistindo de ensinar a prática voltada para o rosto. “Cheguei a ficar famoso, apareci em muitos meios de comunicação em São Paulo e com isso a procura foi enorme. O problema é que a maioria das pessoas estava numa busca limitada à estética e isso me fez perder o interesse na ioga facial”, revela.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA