OMS adverte que depressão é a doença mais frequente na adolescência

Esta é a primeira vez que a OMS publica um relatório completo sobre os problemas de saúde dos adolescentes

por AFP - Agence France-Presse 14/05/2014 09:20

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Junot Lacet/DB/D.A Press
Problemas nesta faixa de idade estão relacionados com o cigarro, o consumo de drogas e bebidas alcoólicas, a Aids, os transtornos mentais, a nutrição, a sexualidade e a violência (foto: Junot Lacet/DB/D.A Press)
A depressão é a principal doença e motivo de inaptidão entre os adolescentes, segundo um relatório divulgado nesta quarta-feira pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que cita acidentes de trânsito, Aids e suicídio como as principais causas de morte entre 10 e 19 anos.

"A depressão é a causa predominante de doença entre os adolescentes", afirma a OMS no primeiro relatório completo sobre os problemas de saúde dos adolescentes, elaborado com os dados fornecidos por 109 países. Os problemas nesta faixa etária estão relacionados com o cigarro, o consumo de drogas e bebidas alcoólicas, a Aids, os transtornos mentais, a nutrição, a sexualidade e a violência.

"O mundo não presta atenção suficiente na saúde dos adolescentes", declarou a médica Flavia Bustreo, subdiretora geral para a saúde das mulheres e das crianças na OMS."Esperamos que este documento consiga dar mais atenção à saúde dos 10-19 anos e que sirva para desencadear uma ação acelerada sobre seus problemas", completou.

Globalmente, a depressão é a principal causa de enfermidade entre os adolescentes. Alguns estudos demonstram que todas as pessoas que sofrem de problemas mentais apresentam os primeiros sintomas a partir dos 14 anos. Segundo a OMS, se os adolescentes fossem tratados a tempo, "mortes e sofrimentos durante toda uma vida poderiam ser evitados".

Os homens sofrem mais acidentes de trânsito que as mulheres, com uma taxa de mortalidade três vezes superior. A morte durante o parto é a segunda maior causa de mortalidade entre as jovens com idades entre 15 e 19 anos, depois do suicídio, segundo a OMS.

Segundo os números da OMS, há na média 49 partos a cada 1.000 adolescentes de entre 15 e 19 anos. Mas as diferenças por países são enormes e vão de 1 a 229 a cada 1.000.

A OMS estabeleceu como meta facilitar o acesso a métodos anticoncepcionais para todas as adolescentes com idades entre 15 e 19 anos. O objetivo é reduzir a taxa de nascimentos e de mortes durante o parto.

Na primeira faixa de idade, entre 10 e 14 anos, a diarreia e as infecções pulmonares representam a segunda e quarta causas de falecimento.O documento alerta ainda que pelo menos um adolescente em cada quatro não realizam exercícios físicos suficientes - pelo menos uma hora por dia - e que em alguns países um em cada três é obeso.

Para os especialistas da OMS, a adolescência é um momento importante da vida, durante o qual é necessário estabelecer as bases de uma boa saúde.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA