Clarear os dentes exige acompanhamento profissional; esclareça dúvidas sobre o tratamento

Conselho Federal de Odontologia entrou com ação para proibir a venda dos géis clareadores pela internet. Presidente do Conselho Regional de Odontologia de Minas Gerais alerta para o risco de necrose do tecido gengival

por Valéria Mendes 23/04/2014 13:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
SXC.hu/Banco de Imagens
Atenção: o clareamento de dentes é considerado uma intervenção clínica (foto: SXC.hu/Banco de Imagens)
  É fato: cada vez mais pessoas querem clarear os dentes. Impulsionada pelos sorrisos de famosos e por exageros de photoshop, a técnica também está mais acessível ao bolso de uma parcela maior de brasileiros. “É uma questão estética, de vaidade pessoal da mulher e do homem que, às vezes, querem o dente mais claro do que é o natural”, afirma o presidente do Conselho Regional de Odontologia de Minas Gerais (CRO-MG), Luciano Elói Santos.

Que o diga o sertanejo Gusttavo Lima. Depois de publicar em sua conta no Instagram uma imagem em que exibia o resultado do clareamento, foi alvo de piadas na internet. A foto foi delatada pelo músico, mas não sumiu da rede. Um dos registros que foi muito compartilhado é o de uma montagem que compara a situação vivida por Lima com a do personagem Ross Geller (David Schwimmer), da série Friends, que também passou pelo tratamento em um dos episódios e obteve o mesmo resultado considerado desastroso.

Reprodução Instagram/Reprodução Internet
Sorriso exageradamente branco do sertanejo Gusttavo Lima repercutiu em piadas pela internet (foto: Reprodução Instagram/Reprodução Internet)
Além do exagero, outro erro apontado pelo especialista é o do uso indiscriminado de géis clareadores sem acompanhamento especializado. É fácil encontrar na internet marcas de géis que já vêm com a moldeira, uma placa colocada na cavidade oral juntamente com o produto. “No ano passado, o Conselho Federal de Odontologia entrou como uma ação para tentar suspender a venda dessas substâncias pela internet. Fazer a aplicação por si só é arriscado não apenas para a saúde bucal, mas também para a saúde geral”, alerta Elói Santos. O dentista explica que o clareamento dental é considerado um tratamento, uma intervenção clínica profissional (leia mais).

Abaixo, o especialista esclarece aos leitores do Saúde Plena as principais dúvidas sobre o procedimento:

O clareamento deixa os dentes sensíveis?

Sim, pode acontecer. “Vai depender da concentração do produto usado para clarear os dentes e da sensibilidade do paciente. Por isso, é importante o acompanhamento clínico. O profissional vai mensurando essa quantidade de acordo com a resposta do paciente. Essa sensibilidade pode ser sentida tanto na gengiva quanto no próprio dente”, explica Elói Santos.

Segundo ele, além da sensibilidade, pode acontecer uma irritação no tecido gengival provocando úlceras no entorno do dente. “Em casos graves, essas úlceras podem levar à necrose do tecido gengival. Por isso, não se deve abrir mão do acompanhamento profissional”, salienta.

CRO-MG/Divulgação
Luciano Elói Santos é presidente do Conselho Regional de Odontologia de Minas Gerais (CRO-MG) (foto: CRO-MG/Divulgação)
Cremes dentais podem atuar como clareadores dos dentes?
Existe uma efetividade. “Os cremes dentais têm substâncias que promovem a limpeza mecânica dos dentes, mas não um efeito clareador. Essa limpeza remove as placas bacterianas – que são bactérias e restos de alimentos juntos – dando a sensação de um dente mais claro”, afirma o presidente do CRO-MG.

Os dentes enfraquecem com o clareamento?
Não. Elói Santos diz que o que acontece é uma descalcificação do esmalte do dente, que fica branco. “A remineralização do dente acontece naturalmente pela própria saliva. Por isso, não se deve fumar ou ingerir refrigerante porque o dente pode voltar a corar”, pontua.

Quanto tempo dura um clareamento?
Varia. O presidente do CRO-MG diz que depende do paciente e dos hábitos alimentares. “Em fumantes, por exemplo, a duração é menor. Quem bebe muito café ou refrigerante também tem a duração encurtada e a cor se mantém por seis meses”, diz. Se junto com o tratamento, o paciente eliminar esses tipos de alimento, a duração é maior.

De quanto em quanto tempo pode-se repetir o clareamento?
Depende da estrutura dentária. “O profissional precisa avaliar a saúde bucal do paciente. Se a estrutura dentária não é das melhores, é recomendado que se faça uma vez ao ano”, explica Elói Santos.

Durante o tratamento não pode ingerir bebidas e alimentos com corantes?
Alimentos com café, chá preto e refrigerante interferem no resultado final e na duração da cor alcançada com o clareamento.

Qualquer pessoa pode fazer clareamento?

O especialista diz que “não é impeditivo, mas não se recomenda para crianças”. A substância usada para clarear os dentes contém um tipo de ácido e uma criança poderia ingerí-la. Segundo Elói Santos, é uma restrição mais por cautela. “Mas mesmo em termos de estética é exagerado clarear dente de criança”, observa. No caso de grávidas, ele afirma que não interfere em nada a gestação. No entanto, o dentista afirma que o profissional precisa avaliar a ficha clínica de cada pessoa e saber, por exemplo, se o paciente tem intolerância a algum tipo de medicamento.

É natural o escurecimento dos dentes com o passar dos anos?
“A cor do dente não vai alterando de dentro para fora. A cor é alterada por fora, ou seja, na superfície. Se uma pessoa tiver a higienização boa e acompanhamento profissional pode manter a cor”, explica Elói Santos.

Qualquer pessoa pode conseguir ficar com os dentes brancos?
Algumas pessoas têm a matriz do dente mais escura. “Nesses casos, é quase impossível conseguir o clareamento. O uso de antibióticos – como o tetracilina - pode alterar a formação da matriz do esmalte. Por isso também a avaliação clínica é importante”, pontua o especialista. Para quem tem a matriz escura, existem outras técnicas como resina, lentes de contato, facetas e, em casos extremos, fazer uma nova coroa.

Existe atitude preventiva para impedir o escurecimento dos dentes?
“Boa higienização bucal e fazer a limpeza dos dentes profissionalmente. Por mais que a pessoa escove e utilize o fio dental, placas bacterianas se formam na boca”, afirma Elói Santos.

Receitas caseiras como bicarbonato de sódio, limão, água oxigenada e casca de laranja clareiam os dentes?
“Se enquadra no mesmo caso dos cremes dentais, ou seja, promove uma remoção mecânica da sujeira, mas não o clareamento”, explica o dentista.

Quais as técnicas de clareamento disponíveis?
Luciano Elói Santos diz que a técnica mais utilizada é a que faz a moldagem da arcada dentária e o paciente utiliza uma moldeira - placa colocada na cavidade oral- com a substância clareadora para dormir.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA