Criador de dieta das estrelas pesquisa cura de doenças pela alimentação

Barry Sears é especialista em alimentação para controle hormonal e criou a dieta da zona, seguida por Brad Pitt, Jennifer Aniston e até mesmo pelo papa João Paulo II antes de morrer

por Correio Braziliense 12/02/2014 15:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Bruno Peres/CB/D.A Press
Sears afirma que o controle da alimentação não é apenas para o emagrecimento, mas a fim de que seja alcançado o potencial máximo do indivíduo, tanto intelectual quanto físico (foto: Bruno Peres/CB/D.A Press)

Presidente da ONG Inflammation Research Foundation, em Massachusetts, EUA, o PhD em bioquímica Barry Sears é especialista em alimentação para controle hormonal. Criador da dieta da zona, ele propõe um estilo de alimentação que deixe os hormônios no patamar ideal para melhorar o envelhecimento e evitar males como diabetes, câncer, mal de Parkinson e Alzheimer, além da obesidade. Brad Pitt, Jennifer Aniston e o falecido papa João Paulo II estão entre os seguidores famosos da dieta.

Sears afirma que o controle da alimentação não é apenas para o emagrecimento, mas a fim de que seja alcançado o potencial máximo do indivíduo, tanto intelectual quanto físico. As pesquisas conduzidas por ele são baseadas no estudo de Bergström, Samuelsson e Vane, vencedores do Prêmio Nobel de Medicina de 1982, que apontam a relação entre hormônios eicosanoides e doenças. Nos 40 anos de carreira, o norte-americano de 66 anos trabalhou na patente de 13 medicamentos, participou de pesquisas desenvolvidas em universidades como Harvard e Massachusetts Institute of Technology (MIT), publicou 13 livros e fortaleceu a corrente de que a alimentação tem ligação direta com a saúde cerebral. Ele chegou a Brasília na terça-feira para ministrar palestras sobre o tema e concedeu entrevista Correio.

Como a alimentação pode interferir no envelhecimento e em doenças mais relacionadas a ele?
Ela pode controlar a quantidade de hormônios reguladores da inflamação corporal. Apesar de ser fundamental para o funcionamento do organismo, a inflamação em excesso nos faz ganhar peso, ficar doentes e acelerar o envelhecimento. Artrite, diabetes, obesidade, câncer, Parkinson e Alzheimer são exemplos de doenças causadas por inflamação em diferentes partes do corpo.

Suas pesquisas buscam a cura para quadros antes incuráveis, alguns ligados ao cérebro. Como estão os resultados dos estudos?
Eu creio bastante no óleo de peixe devido à presença do ômega 3. Esse componente nos auxilia a manter os hormônios sob controle e já ajudou a acordar pessoas em coma. Ele protege os neurônios e os ajuda a se comunicar, evitando a degeneração. Já comprovamos o poder do ômega 3 também em teste com animais. Induzimos lesões cerebrais em camundongos e os dividimos em dois grupos. O primeiro recebeu quantidade crescente de óleo de peixe. O segundo, nada. Após 30 dias, o grupo um estava com 98% de redução do dano.

O que podemos consumir para evitar doenças cerebrais?
Frutas e vegetais. Eles têm um açúcar saudável e são difíceis de serem consumidos em excesso, diferentemente do arroz. Outro meio para a saúde é consumir diariamente 2,5g de óleo de peixe, mas é difícil e caro consumir 300g de salmão, 1kg de atum ou 3kg de lagosta, por exemplo. As mães brasileiras são sábias quando mandam as crianças comerem todos os vegetais do prato e tomarem uma colher de sopa do temível óleo de fígado de bacalhau.

Existe algum modelo de alimentação ideal para evitar as doenças?
Sim. Em todas as refeições, ingerir 40% de hidrato de carbono, 30% de proteína e 30% de gordura. É importante também não deixar passar mais de quatro a cinco horas entre uma refeição e outra para manter estáveis os níveis de açúcar no sangue.

Uma pessoa pode estar acima do peso e ainda ser saudável?
Assim como é possível que uma pessoa magra não esteja saudável. Existem as células de gordura boas e as ruins. Quando a pessoa mantém os hormônios sob controle, ela pode ir a qualquer escola médica do mundo e todas vão dizer que ela está com a saúde perfeita.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA