Vitamina C ganha destaque no tratamento da pele fotoenvelhecida

Dermatologistas alertam que seu papel é auxiliar

por Lilian Monteiro 03/12/2013 15:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Renato Weil/EM/D.A Press
A explosão da vitamina C neste momento e a alta procura nos consultórios contemplam também o fato de seu uso na cosmética ter evoluído com estudos da pele da brasileira (foto: Renato Weil/EM/D.A Press)
Primeiro a dúvida, depois a curiosidade. O zum-zum-zum nas rodas de amigas até a corrida ao consultório médico. A vitamina C está na boca das mulheres. Ávidas por uma pele bonita, bem cuidada e jovem pelo máximo de tempo possível, elas investem agora na sua aplicação tópica, que, comprovadamente, demonstra eficácia, assim como o velho conhecido ácido retinoico. Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), Luciana Saraiva é uma entusiasta da vitamina C, que tem a capacidade de hidratar e restaurar a pele ao primeiro sinal de envelhecimento. "Ela devolve a luminosidade à pele opaca. Dá brilho e quem usa exibe um ar de pele tratada."

A dermatologista enfatiza que os benefícios são para a pele jovem e madura. E conta que no mercado os produtos de maior concentração chegam a 20%. A médica não recomenda a manipulação pelo risco de a vitamina perder suas características. Luciana destaca os oferecidos pela SkinCeuticals, marca com referência na ciência de antioxidantes e líder no segmento nos Estados Unidos e no Brasil. Aliás, uma descoberta inédita permitiu à marca a estabilização da vitamina C pura em altas concentrações em texturas sérum. "O importante é que, para funcionar, a vitamina C não pode oxidar. Para isso, não pode ter contato com o ar, o ambiente. E foi comprovado que ao abrir o conta-gotas ela não será afetada, não perderá as propriedades."

Para Luciana, a explosão da vitamina C neste momento e a alta procura nos consultórios contemplam também o fato de seu uso na cosmética ter evoluído com estudos da pele da brasileira. Há produtos com grande penetração sem deixar a pele pesada. "Sem falar que há produtos com a combinação de vitamina C, vitamina E, ácido ferúlico e, outro ativo, o florentin, que melhoram a firmeza da pele. Ela ganha força."

Tudo fica ainda melhor quando Luciana Saraiva explica que pouquíssimas pessoas têm contraindicação. A vitamina C é indicada para qualquer tipo de pele e pode ser usada o ano inteiro (manhã e noite). No entanto, ela enfatiza que "estudos comprovam que 50% do que se faz para proteger a pele, o envelhecimento, ainda é de responsabilidade do filtro solar. Teste fácil é observar a pele da mama e do colo, a diferença é clara. O estrago que o sol provoca é visível. Aliás, quem não tem o hábito de usar protetor, melhor adquiri-lo antes da vitamina C."

valf
A vitamina C é indicada para qualquer tipo de pele e pode ser usada o ano inteiro (manhã e noite) (foto: valf)
ALIADA
O diretor da Sociedade Mineira de Dermatologia Samuel Onesimo Taioba Júnior lembra que há dois tipos de envelhecimento cutâneo: o natural e o precoce (exposição solar). Para esse caso, a vitamina C é uma aliada de valor. "Tem resultado, mas é coadjuvante. Isolada, não teria tanto efeito. Mas o básico é o uso do filtro solar", reforça o médico, ressaltando que "a vitamina C, por melhorar a hidratação da pele, vai contribuir para melhorar a performance do protetor. A rotina tem de ser a fotoproteção. É fundamental. Sem substituto".

Samuel enumera mais benefícios da vitamina C: melhora a elasticidade, tem ação antioxidante (dependendo do tipo e concentração), é mais um produto no arsenal contra o envelhecimento, tem a propriedade de inibir a produção de enzimas que mancham a pele, logo ajudam no clareamento, e apesar de muito baixa e não efetiva, tem proteção contra os raios UVA e UVB. Quanto às olheiras, apesar de clareá-las, o dermatologista explica que a hiperpigmentação da pele ao redor dos olhos, drama de muitas mulheres, é "a pedra no sapato porque tem causas múltiplas: vascular, pigmentar, sombra muscular, tipo de pele, genética, hormonal... A vitamina C vai ajudar no sentido de hidratar a região."

Como tudo na medicina, cautela e cuidado são essenciais. Samuel chama a atenção para o fato de nem toda pele se adaptar à vitamina C. "Vão ter aquelas que terão aumento de comedões (cravo), acne, espinhas, aumento da oleosidade e até irritação. Por isso é importante uma avaliação médica da necessidade do paciente para escolher o veículo adequado (creme, solução ou sérum) e a concentração. É raro, mas há pessoas que têm alergia."

Efeito estético

  • Hidratante
  • Antioxidante
  • Firmador da pele
  • Combate radicais livres
  • Antirrugas
  • Clareia olheiras
  • Protetor solar, protege contra raios ultravioleta
  • Clareador de manchas (melasmas, manchas de acne e sol)
  • Estimula a produção de colágeno

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA