Personagens infantis ficam carecas em campanha de combate ao câncer

Ação do Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (Graac) em comemoração ao Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil deixou personagens infantis icônicos sem cabelo. Turma da Mônica, Sítio do Pica Pau Amarelo e Galinha Pintadinha são alguns 'apoiadores' da causa

23/11/2013 07:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução / Graac
O cartunista Maurício de Souza apoiou a causa deixando seus personagens mais famosos sem cabelo (foto: Reprodução / Graac)

Personagens infantis icônicos perderam o cabelo para mostrar à crianças com câncer que a infância continua divertida mesmo para quem convive com a doença. A ação foi proposta pelo Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (Graac) em comemoração ao Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil, que é celebrado neste sábado, dia 23 de novembro.

Veja mais fotos dos personagens Carequinhas


Personagens como Mônica e sua turma, o Menino Maluquinho, Garfield e a galerinha do Sítio do Pica Pau Amarelo cortaram sua madeixas em apoio à causa. Todos eles podem ser vistos no hotsite 'Os Carequinhas'. A ação teve apoio de alguns dos cartunistas do país, como Maurício de Souza, Carlos Saldanha, Ziraldo e Laerte.

Reprodução / Graac
A boneca Emília e a menina Narizinho também ficaram carecas em apoio às crianças com câncer (foto: Reprodução / Graac)

Em apoio à causa, o Graac também fez avatars dos personagens sem cabelo para que as pessoas compartilhem nas redes sociais. Lá também é possível se divertir com vídeos das turminhas.

Principal causa de morte entre crianças
De acordo com o  Instituto Nacional de Câncer (Inca) os tumores mais frequentes na infância e adolescência são a leucemia, linfomas e aqueles que atingem o sistema nervoso central. Apesar de avanços no tratamento, no Brasil ele ainda é a principal causa de morte por doença em crianças entre um e 19 anos. Em 2012, mais de 11 mil novos casos foram registrados no país. Os dados mais recentes de mortes indicam mais de 2.700 falecimentos de meninos e meninas em decorrência de câncer.

Mas o diagnóstico precoce tem sido fundamental para reverter o desenvolvimento da doença. Segundo o Inca, cerca de 70% desses pacientes com câncer conseguem ser curados quando descobrem a doença em estágios iniciais.

O Graac alerta que a maioria dos sintomas do câncer em crianças são semelhantes aos de doenças comuns na infância e adolescência. O médico deverá ser procurado caso eles persistam por mais de uma semana.

Alguns dos sinais mais comuns de que algo está errado são:

- dores de cabeça pela manhã e vômito;
- caroços no pescoço, nas axilas e na virilha, ínguas que não resolvem;
- dores nas pernas que não passam e atrapalham as atividades das crianças;
- manchas arroxeadas na pele, como hematomas ou pintinhas vermelhas;
- aumento de tamanho de barriga;
- brilho branco em um ou nos dois olhos quando a criança sai em fotografias com flash.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA