Miley Cyrus se emociona em vídeo ao falar sobre a eleição americana

A cantora chora com resultado, elogia Obama e Hillary e diz que "aceita" o republicano

por Estado de Minas 09/11/2016 16:07

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Reprodução/Facebook
Miley surpreendeu pela originalidade na campanha para Hillary, ao aparecer com as cores da bandeira americana (foto: Reprodução/Facebook)
A cantora Miley Cyrus não segurou as lágrimas ao falar sobre a vitória de Donald Trump para a presidência dos Estados Unidos, nesta quarta-feira (9). Famosa por seu ativismo e apoiadora de Bernie Sanders e Hillary Clinton, nessas eleições, a cantora diz "aceitar" o republicano. 

 

"Nós, Happy Hippies, nos ajustamos e aceitamos todas as pessoas, quem elas são. E por isso, Donald Trump, nós o aceitamos. Isso é difícil de dizer, mas você é o presidente dos Estados Unidos e tudo bem, porque agora acho que tenho que ter esperanças ", disse Miley.

 

Visivelmente emocionada, ela agradece Obama e a primeira dama pelos oito anos dedicados à presidência, e também afirma que Hillary ainda merece ser a primeira mulher presidente do país.

 

"Eu gostaria que ela tivesse tido a oportunidade porque ela lutou por tanto tempo, e porque eu acredito quando ela diz que ama este país. Isso é tudo que ela fez: deu sua vida para deixá-lo melhor", desabafa a cantora. 

 

Miley ainda manda um recado para Trump e se deixa aberta caso ele queira conversar: "Por favor, trate as pessoas com amor, com compaixão, trate as pessoas com respeito. E eu farei o mesmo para você. E qualquer coisa que você queira conversar ou entender pessoas que não pensam da mesma forma que você ou as pessoas que te apoiam, por favor, se você quiser abrir sua mente a abrir seu coração, eu adoraria te dar a chave. Obrigada, e obrigada, Hillary, por nos inspirar"

 

Miley é fundadora da organização sem fins lucrativos, Happy Hippie Foundation, criada para dar suporte aos jovens das classes vulneráveis nos EUA, como comunidades LGBT e desabrigados. Em apoio a candidata Hillary Clinton, a cantora fez campanha junto de alunos universitários, "invadindo" seus quartos na Universidade George Mason, na Virgínia.

 

Confira na íntegra: 

 

 



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA