Isis Valverde ganha processo contra revista 'Playboy'

Decisão do STJ prevê que a Editora Abril pague indenização por uso indevido de imagem da atriz

por Estado de Minas 21/06/2017 15:30
TV Globo/Divulgação
Atualmente, Isis Valverde está no ar como Ritinha em 'A força do querer'. (foto: TV Globo/Divulgação)
Isis Valverde venceu uma disputa judicial contra a Editora Abril. O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, por unanimidade, que a atriz deve ser indenizada em R$ 40 mil por ter tido uma foto sua publicada sem autorização pela revista Playboy. A informação é do site de notícias UOL

O advogado da atriz, Marcelo Martins, disse ao site que o valor da indenização por danos morais atualizado está em torno de R$ 118 mil. A editora foi condenada também a indenizar Isis por danos materiais. Nesse caso, o valor a ser pago corresponde ao que uma atriz com a projeção que ela tinha na época da publicação (2007) receberia para posar para a revista. A quantia deverá ser calculada quando a sentença for executada. 
 
Sem a autorização de Isis, a Playboy  publicou uma imagem dela tirada nos bastidores da novela Paraíso tropical (2007), em uma cena em que ela estava com os seios à mostra. A revista editou a imagem acompanhada da seguinte legenda: ''Isis Valverde, no Rio, dá adeusinho e deixa escapar cartão de boas-vindas''. 
 
No processo, os representantes da atriz afirmaram que a ''imagem veiculada traduz comentários de cunho malicioso e indecoroso e não possuem relação com as atividades da atriz'', classificando a legenda como difamatória. 

 

A sentença agora confirmada pelo STJ havia sido proferida em 2013. No entendimento da juíza Katia Cilene da Hora Machado Bugarim ''o fato de a autora ser atriz de TV e ter notoriedade não afasta o seu direito à intimidade e ao pudor, salvo se por mera liberdade abrisse mão disso, o que não ocorreu no caso''. 

 



 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO