Betty Faria defende José Mayer em caso de acusação de assédio

'Acho essa história mal contada', afirmou a atriz em entrevista a jornal

por Estado de Minas 02/05/2017 10:18
GNT/Reprodução
Betty Faria revela que já sofreu assédio nos bastidores das novelas em que trabalhou. (foto: GNT/Reprodução)
Betty Faria concedeu uma entrevista ao jornal carioca O Globo e falou sobre o caso de assédio sexual envolvendo o ator José Mayer e a figurinista Su Tonani. A veterana de 76 anos, que trabalhou com o ator em Tieta, defendeu Mayer. 

''Zé Mayer sempre foi um gentleman, respeitador. Só tenho elogios. Depois do José Wilker foi o ator com quem mais contracenecei'', diz. Ela também conta que, ao longo de sua carreira, dividiu episódios constrangedores com o ator. ''Somos do tempo em que não havia ônibus-camarim, a gente trocava de roupa numa Kombi. Já filmamos numa boate em Caxias, e eu fazia pipi na lata de Nescau e pedia: 'Zé, olha pra lá'''. 

A atriz foi lembrada de que o próprio ator escreveu uma carta pedindo desculpas após a polêmica. ''Não quero discutir o que ele fez ou escreveu. Ele deve ter tido seus motivos. Conhecendo o Zé dos bastidores, acho essa história mal contada'', afirmou. 
 
Questionada pelo jornal se já teria passado por algo semelhante, Betty afirmou que sim e os casos foram tantos que dariam um livro. ''Eu já sofri assédio, isso tudo que as mulheres estão sofrendo, mas não fiquei de mimimi. Resolvi meus problemas. Não quero falar, mas cada caso resolvi de um jeito. Se for falar tudo o que passei daria um livro. Imagina o que não passou uma pessoa razoavelmente bonitona, razoavelmente gostosona, durante 55 anos de carreira! Foram muitos casos. Não estou falando de um capítulo, daria um livro inteiro. Tive uns bizarros, mas sobrevivi''. 

Em 31 de março, a fugurinista Susllem Tonani publicou um texto no blog #AgoraÉQueSãoElas, relatando destalhes dos episódios vividos nos bastidores da novela A Lei do Amor. Depois disso, a Rede Globo resolveu suspender o ator de novas produções dos Estúdios Globo por tempo ilimitado e se desculpou com a funcionária pelas ''situações inaceitáveis'' vividas no ambiente de trabalho. 
  
Por sua vez, José Mayer admitiu suas atitudes machistas e desrespeitosas em carta aberta enviada à revista Veja. Enquanto isso, atrizes, figurinistas e outras funcionárias da Globo se manifestaram em apoio à figurinista. Personalidades como Mônica Iozzi, Taís Araújo, Fernanda Lima, Cleo Pires, Drica Moraes e Camila Pitanga participaram da campanha que recebeu o nome de ''Mexeu com uma, mexeu com todas. #ChegaDeAssédio''

Na última semana, o caso ganhou uma nova reviravolta. Su Tonani desistiu de prestar queixa à justiça. A recua foi confirmada em um documento da Defensoria Pública do Rio de Janeiro. “Nesta data [26 de abril] compareceu a este núcleo da Defensoria Pública, Sra Susllem Meneguzzi Tonani, brasileira, solteira, figurinista, residente nesta cidade [Rio de Janeiro] declarando que não deseja representar criminalmente em face de José Mayer pelos fatos objetos de divulgação no BLOG veiculados na imprensa em especial na data de 31 de março de 2017, no Blog da Folha São Paulo, 'Agoraéquesãoelas''', diz o termo de declaração assinado pela jovem e divulgado pelo jornal O Dia na última quinta-feira, 27.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO