Após polêmica com Chico Buarque, diretor defende violência contra transexuais: 'Falta surra'

Artista criticou a escolha da atriz transgênero Laverne Cox para a série The Rock Horror Picture Show

por Diário de Pernambuco 24/10/2016 18:25

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Bruno Tetto e Netflix/Divulgação
Comentários feitos por Botelho após escalação de Laverne Cox foram excluídos (foto: Bruno Tetto e Netflix/Divulgação)
O ator e diretor teatral Claudio Botelho se envolveu em mais uma polêmica nas redes sociais, desta vez com comentários preconceituosos e ofensivos contra transexuais. "Falta surra", escreveu ele no Facebook, ao comentar a escolha da atriz transgênero Laverne Cox para interpretar o Doutor Frank-N-Furter na versão de The rock horror picture show produzida pela Fox.

 

A norte-americana Laverne Cox, de 32 anos, foi a primeira mulher transexual a ser indicada ao Emmy em uma categoria de atuação. Ela concorreu ao prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Comédia pelo papel de Sophia Burset no seriado Orange is the new black, da Netflix. Os comentários de Botelho foram escritos como respostas à publicação do amigo de profissão Charles Moeller Franco. "Rocky PAVOR GLEE show", comentou ele, comparando a produção da Fox ao seriado Glee.

"Na Disney tem essas trans também? Eles vão refilmar Branca de Neve? Eu queria sugerir um garoto aqui do meu prédio que é bicha, mas a mãe acha que pega mal, então estão inventando que ele é TRANS, porque diz que é a mesma coisa que bicha, mas é chique. Ele é bem bonito, mas a única música que ele ouve, com 15 anos, é um disco de uma tal de Selena (Gomez), tá?", atacou Botelho. Os comentários foram apagados.

Em seguida, o ator se aprofunda nos comentários transfóbicos e ainda sugere que crianças transgêneros devem apanhar dos pais. "Gente, esse tipo de coisa tá se propagando porque os pais não batem mais nos filhos. Falta surra! Só que se um pai vai e bate numa LaverME dessas, vem uma entidade de direitos de bichas e diz que ela é uma alma de mulher presa num corpo de homem? Heinnnnnnnnnnnnn? E eu que sou uma alma de loiro de olho azul perdido num corpo de mineiro do interior há cinquenta anos e ninguém me defendeu nunca? Eu não tenho direitos humanos? Como eu disse: se o pai bate, elas pelo menos sabem que é errado e vão dar pro amiguinho da escola pra se vingar, não ficam inventando que são trans, se dedicam logo a arrumar homem e param de querer holofote. Holofote é pra Judy, Barbra e pra Rogéria, o resto é bicha drogada de festa rave", disparou o artista.

Em março, Claudio Botelho foi vaiado e interrompeu a apresentação do espetáculo Todos os musicais de Chico Buarque em 90 minutos, em Belo Horizonte (MG), após chamar a ex-presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de ladrões. Ele deixou o palco sob gritos de "Não vai ter golpe" e interrompeu a encenação do espetáculo, com músicas do cantor e compositor Chico Buarque. "Vai embora? Vai mesmo! E passa na bilheteria para pegar o seu dinheiro de volta. Isso para mim é um orgulho. Isso para mim não tem preço". Antes de desistir de encerrar a peça, anunciou: "Vou esperar o êxodo terminar para continuar o espetáculo".

Nos bastidores, uma conversa gravada entre ele e Soraya Ravenle, coprotagonista da montagem, tornou a polêmica ainda maior. "São neonazistas, são escrotos, são petistas, são o que há de pior no Brasil. Isso é o que há de pior no Brasil. Essa gente chega e peita um ator que está em cena. Um ator que está em cena é um rei. Não pode ser peitado. Não pode ser peitado por um negro, um filho da puta que sai da plateia. Não pode. Não pode ser peitado. Eu estava fazendo uma ficção", esbraveja para a colega de profissão, que discordou da atitude do ator.

Conhecido por posicionamento político de esquerda desde a época da ditadura militar, Chico Buarque, que já fez campanha para Lula e Dilma e atualmente gravou vídeos em apoio aos candidatos a prefeito Marcelo Freixo (PSol-RJ) e João Paulo (PT-PE), proibiu a utilização das músicas dele por Botelho. "Chico não deve dar nenhuma declaração, mas pode registrar que ele reagiu primeiro com espanto e, depois, com grande desagrado ao saber da postura do ator", informou o assessor de imprensa do artista carioca, Mario Canivello.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO