Acusado de violência doméstica pela mulher, Johnny Depp toca para fãs na Suécia

Centenas de fãs se reuniram em Estocolmo para assistir ao show do Hollywood Vampires, grupo de rock formado por ele

por AFP 30/05/2016 19:15

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Patrícia de Melo Moreira/AFP
(foto: Patrícia de Melo Moreira/AFP)
Acusado de violência doméstica pela esposa Amber Heard, o ator Johnny Depp iniciou nesta segunda-feira uma turnê pela Europa, enquanto se multiplicam testemunhos de familiares e de ex-companheiras, entre elas a cantora Vanessa Paradis.

Centenas de fãs se reuniram em Estocolmo para assistir ao show dos Hollywood Vampires, o grupo de rock formado por Depp, 52, com Alice Cooper e o guitarrista do Aerosmith Joe Perry. O show foi mantido, apesar do boicote convocado pelo Facebook.

"Nos opomos a toda forma de violência, mas a presunção de inocência é fundamental", declarou Annika Troselius, porta-voz do Gröna Lund, local do show.

Os Hollywood Vampires tocaram domingo (29) em Herborn, Alemanha. Após o show de Estocolmo, se apresentarão na terça-feira em Horsens (Dinamarca), e em 6 de junho em Bucareste, antes de uma série de shows em julho nos Estados Unidos, de acordo com o site do grupo.

Amber, 30, acusou o ator de agressão, enquanto imagens suas com hematoma no olho e várias marcas no rosto circularam nos jornais.

Na última sexta-feira, a Justiça americana emitiu uma ordem de restrição contra Johnny Depp até 17 de junho, quando acontece a audiência preliminar de divórcio para pôr fim a um casamento de 15 meses.

Heard acusou o ator de agredi-la repetidas vezes. Em declaração juramentada, contou ter sido vítima de abusos físicos e verbais durante todo o tempo em que estiveram juntos. "Durante toda nossa relação, Johnny me agrediu verbal e fisicamente", denunciou.

Segundo ela, é de "conhecimento público e privado a história de abuso de álcool e drogas" por parte do ator. Duas das ex-companheiras de Depp saíram em sua defesa, assim como sua filha, Lily-Rose Depp, e colegas de set.

Sua ex-mulher Vanessa Paradis considerou as acusações "ultrajantes". Casada com Depp nos anos 1980, Lori Ann Allison disse que o ator é "uma pessoa doce".

O ex-integrante do Monty Python Terry Gilliam, amigo de Johnny Depp e companheiro de vários filmes, também defendeu o ator. "Como muitos dos amigos de Johnny Depp, descobri que Amber é melhor atriz do que pensávamos", afirmou no Twitter.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO