Paola Carosella, jurada do 'MasterChef', pede que pedofilia seja denunciada

Uma das participantes, uma menina de 12 anos, foi alvo de assédio sexual nas redes sociais

por Diário de Pernambuco 27/10/2015 11:07

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
 Band/Reprodução
Paola se insurgiu contra comentários ofensivos disseminados na internet (foto: Band/Reprodução)
A jurada do MasterChef Júnior, Paola Carosella, se posicionou em sua conta no Twitter contra a pedofilia e pediu que as pessoas denunciem crimes contra crianças. A manifestação ocorre após a polêmica envolvendo uma das participantes de 12 anos do programa da TV Bandeirantes. A menina foi alvo de assédio sexual nas redes sociais após a estreia no MasterChef Júnior.

Paola publicou a mensagem "Pedofilia é crime. Denuncie. Denuncie. Denuncie. Denuncie. Denuncie. Denuncie. Denuncie. Disque 100. Grite. Acenda a luz na cara deles". A publicação, de domingo, tinha mais de 600 compartilhamentos até a tarde desta segunda-feira, 26. Ela também pediu denúncias contra a homofobia.

A menina foi bombardeada por mensagens de assédio sexual de internautas. O pai da jovem, Alexandre Schulz, declarou que "teve gente que pediu que ela mandasse foto nua".

O nome da menina chegou a ficar entre os tópicos mais comentados do Twitter. Depois das mensagens sexuais, também foram criadas páginas no Facebook por anônimos, com textos "apoiando" o assédio à menina. Parte dos internautas passou a repudiar os comentários.

"Estou com vontade de vomitar na cara de vocês com essas piadas ridículas e machistas sobre pedofilia e estupro", disse um usuário da rede social. A TV Bandeirantes lamentou as mensagens de cunho sexual a participantes.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO