Festival em restaurante de BH oferece diversos sabores de risoto

Clássico na culinária italiana, prato ganha variações italianas e brasileiras; confira as opções

por Tetê Monteiro 14/07/2017 08:00
Thiago Mamede/Divulgação
Risoto alla milanese, feito com açafrão e servido com ragu de ossubuco, é um dos destaques (foto: Thiago Mamede/Divulgação )
Risoto, o queridinho da casa, virou vedete no cardápio do Un’Altra Volta, especializado em comida italiana. Às terças, quartas e quintas de julho, o restaurante realiza o Festival de Risotos. O menu, que inclui entrada e sobremesa, custa R$ 55 por pessoa. São 10 opções de pratos que prometem agradar a gregos e troianos, com destaque para o de funghi com escalopes de filé-mignon, o de linguiça da casa com shitake e crispe de couve e o de alho-poró e champignon.

A opção de entrada acompanha a estrela da casa. O arancini, bolinho de arroz de risoto tradicional da cozinha siciliana, é oferecido na opção de queijo ou tomate. A textura crocante abre o paladar para as experimentações que o restaurante faz com as receitas de risoto. Da cozinha comandada pelo chef Rodrigo Almeida saem pratos com adaptações inusitadas, criativas e toques de mineiridade. Porém, sem se distanciar demais da receita original. A diversidade de ingredientes é atração à parte.

“Risoto é um prato muito democrático, que permite adaptações. Ao escolher essas receitas, pensamos em uma maneira de trazer um pouco dessa versatilidade de sabores a um prato tão tradicional”, detalha Pedro Guimarães, um dos proprietários do Un’Altra Volta. Ele e a mulher, Júlia Duarte, comandam o restaurante sem abandonar as respectivas profissões – ele é dono de uma startup e ela, advogada.

Há anos funcionando na Rua Grão Mogol, no Sion, o restaurante se mudou para poucos metros de onde ficava. Desde 2015, ocupa um casarão antigo, no número 627. A intenção dos proprietários é que os clientes se sintam em casa. “Buscamos esse clima mais aconchegante, caseiro mesmo. O Pedro é descendente de italianos e nossa proposta era fazer do restaurante uma casa da nonna”, diz Júlia.

Segundo a sócia, a escolha do Festival de Risotos também foi intencional. “Já tínhamos observado que nosso risoto sempre foi o queridinho dos clientes. Então, por que não oferecer mais opções?” Para Júlia, o evento serve como alternativa para vender mais em tempos de crise. “Inovação sempre atrai clientes”, destaca.

VARIEDADE Um dos detalhes que chamam a atenção no Festival de Risoto é a variedade de ingredientes. Os bons cozinheiros sabem que, para agradar aos paladares mais exigentes, um risoto depende não apenas do tempo de cozimento, mas da qualidade dos ingredientes, a começar pelo tipo de arroz.

No Un’Altra Volta, receitas ganharam toques da culinária mineira, como o risoto de abóbora com carne-seca e quiabo grelhado, ou o de linguiça da casa com shitake e crispe de couve. Combinações inusitadas, como beterraba e creme de queijo de cabra, agradam até a quem não é amante do tubérculo. Para quem não come carne há opções vegetarianas, como o de palmito, de alho-poró e de peras e queijo brie.

Fechando o menu, o restaurante oferece duas opções de sobremesas: torta de limão e panna cotta com molho de laranja. Para harmonizar com os pratos, a casa tem carta de vinhos com opções a partir de R$ 53 a garrafa.

Festival de Risotos
Restaurante Un’Altra Volta. Às terças, quartas e quintas de julho, das 18h às 23h. R$ 55 por pessoa.
Rua Grão Mogol, 627, Sion, (31) 3245-0959


TRADIÇÃO E INOVAÇÃO

Opções oferecidas no festival

» Risoto de açafrão com ragu de ossobuco
» Risoto de palmito
» Risoto de tomate com medalhão de filé
» Risoto de funghi com escalopes de filé-mignon
» Risoto de linguiça da casa com shitake e crispe de couve
» Risoto de beterraba e creme de queijo de cabra
» Risoto com ragu de cordeiro
» Risoto de peras e queijo brie
» Risoto de alho-poró e champignon
» Risoto de abóbora com carne-seca e quiabo grelhado

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA